7.09.2010

pensamentos catatónicos (212)

Se pensar naqueles que me são próximos, assim de repente, não cabem nos dedos duma mão os amigos para quem o amor já morreu pelo menos uma vez na vida. Não falo só, embora também, de divórcios. Falo daquele café sem sabor que se toma no dia seguinte a perceber que já não gostamos dela ou que ela já não gosta de nós.
O problema desse dia não é só o fim da ligação. É a morte do Amor em si, porque morre aquilo que nunca pensámos que pudesse morrer. A morte de um Amor é como a morte duma vida. É insubstituível como a de um amigo. Não queremos outro porque só queríamos aquele.

15 comentários:

Poetic GIRL disse...

Pois muitas vezes só queríamos aquele, mas por vezes ele/ela não nos quer... por isso há que cicatrizar as feridas e seguir em frente. bjs

sophie disse...

Pois... Só queriamos aquele...
E até conseguirmos deixar de querer...

Estes teus pensamentos, deixam-me sempre a pensar!!! :)
Continua, gosto de te ler...

um cigarro. disse...

tem tudo a ver com o meu último post. BUM. tudo.

Girl in Motion disse...

"Não queremos outro porque só queríamos aquele."

acho que esta frase é um final perfeito ^^

C disse...

Talvez se dê mais valor à vida porque há morte. E, como tempo, passamos a quer outro. Com a mesma inocência.

GiGi disse...

Infelizmente, muitos não percebem que após a morte existe o renascimento :)

Fatyly disse...

e por vezes andam anos até tomarem uma decisão e surgirão outros amores, mas não estou de acordo, porque nem em sentido figurativo há comparação possível... "a morte de um amor é como a morte duma vida". Para não dizer que nada é insubstituivel e no que toca a amigos...eles vão e vêm como as ondas do mar!

Este foi mesmo "catatónico"...

bagaco amarelo disse...

poetic girl, isso é bem verdade. :)

sophie, deixar de querer é mesmo uma coisa que temos que conseguir. :)

um cigarro, :)

girl in motion, :)

c, concordo com essa perspectiva. :)

gigi, acabamos todos por perceber. :)

fatyly, :)

Anónimo disse...

O amor não se conjuga no passado ou se ama para sempre ou nunca se amou.
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, então às tantas nunca ninguém amou ninguém... talvez acreditar que é para sempre seja essencial, sim, mesmo que depois não seja de facto para sempre. :)

Anónimo disse...

O que pode não ser para sempre é a partilha do amor, agora o amor esse é intemporal.
beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, olha... essa está boa. a sério. :)

Ventania disse...

Tão bem dito...

bagaco amarelo disse...

ventania, obrigado. :)

disse...

"A gente não percebe o amor
Que se perde aos poucos sem virar carinho.
Guardar lá dentro amor não impede,
Que ele empedre mesmo crendo-se infinito.
Tornar o amor real é expulsá-lo de você,
Pra que ele possa ser de alguém.."

___Lembrei disso___
Mas ainda carrego o "Não queremos outro porque só queríamos aquele"