7.09.2010

respostas a perguntas inexistentes (95)

Depois dela não há mais nada. É como se o mundo terminasse ali, com a agravante que não termina de facto. Apenas pára. Passa a ser um filme ou uma música no 'pause'. E é no 'pause' que ele fica também, com a mão a segurar no telefone adormecido e a testa encostada ao vidro da janela da cozinha. Ela tem essa capacidade de fazer o mundo parar, e fá-lo sempre que se despede ao telefone com uma enorme e incompreensível distância. Boa noite, disse ela. Depois desligou.

6 comentários:

Girl in Motion disse...

oh +.+

Anónimo disse...

Telefona lhe de volta.
Beijo x
P.S.

C disse...

Há quem não goste de despedidas. E no entanto, volte Sempre a fazer o telefone tocar.

GiGi disse...

Passo a pensar que a perda de um amor para um adolescente é bem diferente para um adulto.

Fatyly disse...

................................................................................. podes ficar encostado ao vidro, mas dá cá o telefone que eu arrumo no sítio porque fica descarregado!

Possaaaaaaa este foi um tiro certeiro!

bagaco amarelo disse...

girl in motion, :)

anónima, faria isso, acho eu. :)

c, pois é... assim não é nunca uma despedida. :)

gigi, eu acho que é. :)

fatyly, :)