12.22.2008

coisas que fascinam (77)

Gosto desta nova versão que o Rui Reininho fez da música das Doce, Bem Bom. Para além de ser uma música adequada para ouvir segunda-feira de manhã, é um dos casos em que o sucedâneo é melhor do que o original e um exemplo de que às vezes vale a pena refazer as coisas. A vida por exemplo. Pronto, era só isso.

7 comentários:

toma lá Fresquinho disse...

também gosto muito desta versão...

embora não ache que a versão original fosse má! para a época até acho boa ...

agora no que diz respeito à vida, embora não dê para a refazer, dá para aprender e não repetir os mesmos erros!

bagaco amarelo disse...

toma lá fresquinho, sim, também não acho a original má, e tens razão no que respeita à vida. :)

Anónimo disse...

Estás a refazê-la? A tua vida????


Maria João

bagaco amarelo disse...

Maria João, a tentar... :)

lady.bug disse...

(re)fazer soa-me bem

(re)nascer, também


:)

heidy disse...

Epá... eu vou dizer-te o que acho... pronto?
Gosto mais desta versão dele... do que da versão das doce. O homem está um must. Aquele "bem bom" dito por ele... ai madre! lol

bagaco amarelo disse...

lady.bug, a mim tb. :)

heidy, :)