11.10.2011

pensamentos catatónicos (263)

Por favor, esquece-te de mim nesse dia...

Adoro que não se lembrem de mim no meu aniversário. O melhor que me pode acontecer nesse dia é passar pelo meu melhor amigo e ele perguntar-me como é que ando, dar-me uma pancadinha nas costas e perguntar-me se tenho tempo para um café. Sempre sem me dar os parabéns por uma coisa para a qual não contribuí nada, que foi ter nascido nesse dia. Nascer num dia qualquer é fruto da lei das probabilidades. Mais nada.
Ontem mesmo jantei com uma amiga minha que interrompeu a refeição para enviar os parabéns a um amigo comum. O telemóvel alertara-a para o aniversário dele através dum software qualquer.


- Olha, o António faz anos hoje. Não lhe queres mandar os parabéns?
- Não, não quero.
- Estás chateado com ele?
- Não, não estou. É um bom amigo.
- E não lhe dás os parabéns?
- Não. Não sabia que ele fazia anos hoje...
- Mas agora já sabes. Eu tenho as datas de aniversário dos meus amigos todos no telemóvel. Assim não me esqueço nunca de ninguém.
- Por favor, esquece-te de mim quando for a minha vez... - pedi-lhe entre uma garfada cansada e um gole ansioso no copo de vinho.

Tenho o respeito suficiente por todos os meus amigos para não andar a fingir que decorei a data de nascimento deles. Não decorei nem lhe dou importância, e também não dou importância a que alguém se lembre de mim por causa duma base de dados num telemóvel ou num computador qualquer.
E não é o simples hábito de cumprir uma suposta obrigação que me chateia. O que me incomoda é alguém poder pensar que eu fico feliz porque uma máquina o fez lembrar-se de mim. Por favor, esqueçam-se de mim nesse dia. Se por acaso nos cruzarmos por aí, estou sempre disponível para um café.

29 comentários:

Anónimo disse...

Haja alguém!

Bravo!

Abraço

Hugo

Anónimo disse...

Tens que me dizer quando fazes anos que é para eu não me lembrar de ti, nesse dia:).

ladybug disse...

Concordo. Não seria espontâneo, muito menos genuino. Por mim podem esquecer-se de mos dar. Há algum tempo que deixei de gostar de fazer anos.

Anónimo disse...

E o café, pagas tu?

;)

Anita disse...

Sabes que eu felicito a passagem dos anos e não o dia do nascimento, e o modo como se vive os anos que passaram desde o nascimento. Sempre achei que fosse isso que se comemorasse no aniversário e não o dia do nascimento propriamente...
E eu chego a lembrar-me do aniversário de colegas que tive na escola, desde a primária, e que nunca mais vi na vida ☺ também não lhes digo nada, mas realmente recordo-me deles no dia, acreditas? Tenho dias que penso "este dia diz-me qualquer coisa..." e acabo por me lembrar que havia um colega que celebrava a data de aniversário nesse dia. É um uso inútil deste "disco rígido", mas nada posso fazer quanto a isso.
De qualquer modo, entendo perfeitamente que não gostes de ser felicitado. No que toca ao meu aniversário, gosto de o comemorar com os amigos, mas não faço nada questão de atender o telemóvel durante o dia todo, em todos os locais, onde todos em redor ficam a saber que é o meu aniversário :-/

bagaco amarelo disse...

hugo, abraço. :)

anónimo, lol lol lol. :)

ladybug, também não gosto... também não gosto... :)

anónimo, se for Delta não me importo de pagar. :)

anita, isso é giro. eu não sei quase nenhum aniversário, mas sei o de um amigo meu da escola primária que ainda por cima já não está entre nós. :)

Carmo disse...

Bagaço tu podes não dar importância, mas não deves ficar incomodado com quem lha dá. Eu tenho um irmão que é assim mesmo, nunca deu os parabens à familia, eu e os pais.

Eu gosto de festejar o meu aniversário com as minhas filhas e o pai delas, é mesmo divertido, mas não gosto de jantares familiares de natal, nem de festas de fim do ano.

No entanto concordo que nos estão a dar os parabéns por algo que não contribuimos absolutamente nada. Quando eu faço anos tenho o hábito de telefonar à minha mãe a dar-lhe os parabéns, afinal foi ela que me deu vida.

:)

bagaco amarelo disse...

carmo, eu gosto de festejar o meu aniversário, mesmo que já não goste muito de fazer anos. gosto de ir jantar fora com a Raquel, de abraçar a minha filha, etc. sei que são a sério... :)

Nanda disse...

Olá. Eu até há uns bons anos atrás gostava de festejar o meu aniversário com a familia, os filhos, e os amigos mas agora essa alegria que tinha tem vindo a desaparecer por circunstãncias da vida , por situações das quais nos tira a vontade de muita coisa, e neste momento até prefiro não me lembrar que faço anos. Quem sabe um dia as coisas mudem, e aí volte a ter essa alegria e vontade de festejá-los.
Cumprimentos, e Parabens!!!
Nanda

ladybug disse...

Exacto... festejar sem pensar quanto tempo já passou.

Mariana disse...

A mim irrita-me que me cantem os parabéns.

Anónimo disse...

Vá, diz lá mas é quando é que fazes anos para que a malta que aqui vem ao blog possa guardar a data no telemóvel :)

CR

Giovana disse...

Quando uma criança ou alguém jovem faz aniversário, a gente diz: "Eeeehhhhhhh, mais um ano de vida!". Mas, quando um idoso faz aniversário, é MENOS UM ano de vida!!
Isso quem fala é minha mãe, que já está à beira dos 70, LOL
Ah, e ela sempre diz: "eu não queria ter 20 anos. 20 a menos já tava bom!"
LOL

Dinis Vieira disse...

Experimenta lá esquecer o aniversário "dela"... ficas a compreendê-la ainda menos bem depressa. :)

redonda disse...

Bem por acaso de alguns amigos eu decorei mesmo a data :) Depois parece-me que é uma boa altura para conversarmos ainda que só por um bocadinho e que alguns ficam contentes por me ter lembrado. Do meu lado, também não gosto muito que me liguem, mas é por não gostar de ficar mais velha, por isso consola-me um bocadinho que se lembrem :)

bagaco amarelo disse...

nanda, eu estou na crise dos 40. :)

ladybug, :)

mariana, se estiver sóbrio, também me acontece o mesmo. :)

cr, lol! eu já não faço anos. :)

giovana, eu compreendo a tua mãe. :)

dinis vieira, queres que eu morra? :)

redonda, as alturas são sempre boas para conversar, não são? :)

Fatima disse...

Pois eu adoro fazer aniversário!
E não tenho pudor nenhum em fazer a maior propaganda da data.
Parar de fazer aniversário é que deve ser chato.
Bjs moço.

bagaco amarelo disse...

fátima, deixar de fazer aniversário é como dormir profundamente. :)

sem-se-ver disse...

o que me lixa, deveras deveras, é que com a porra das sms praticamente nunca mais ninguem me TELEFONOU para desejar parabens de VIVA VOZ!

parece-me uma tal preguiça que é, essencialmente, falta de educação.

ó de resto, nao concordo contigo. pq nao um auxiliar de memoria? pode-se tê-lo e nao se fazer uso. se lembrete do tlm toca e tu ligas (ou mandas sms grrrrr), é pq me queres bem. that's the point.

tenho os aniversarios das pessoas mais importantes em lembrete por uma razao mt simples - sei BEM em que dia fazem anos, o lembrete serve só para que eu nao me esqueça (acontece souvent) que AQUELE é o dia. :)

bagaco amarelo disse...

sem-se-ver, os sms são tão mais fáceis, sim. :)

Anónimo disse...

Porreiro. Se quiser te chagar a paciência tenho que descobrir o teu dia de aniversário! :-)

Tás tão lixado!

EJSantos

Fatyly disse...

Compreendo perfeitamento o que dizes e respeito. Ao contrário de ti há dois dias do ano que adoro: quando faço anos e a noite de Natal...o resto é paisagem. Como datas não é comigo - anoto dos meus e de amigos(as) que gosto e com quem falo e convico durante o ano.

No dia dos meus anos - longe vão os tempos que até ao meio dia andava piursa por lembranças passadas lol (casei no dia em que fiz 23 anos), mas passou.
Engraçado que até os senhores do café onde habitualmente vou buscar o pão e tomar o meu café, colegas de trabalho e vizinhos nunca se esquecem...ao contrário da minha irmã mais velha, alguns sobrinhos, primos, tios...que só desejo que estejam bem mas quero DISTÃNCIA porque quem não me procura durante o ano, nesse dia nem os atendo!!!!

Um dia que venhas a Sintra, terei o maior prazer de pagar/pagar-vos um café, das dois dedos prosuê, combinado?:)

bagaco amarelo disse...

ejsantos, não me chagas a paciência. nesse dia desligo o telemóvel. :)

fatyly, Sintra é mesmo uma pérola deste país. passei uma fase em que fui aí de vez em quando. talvez nos vejamos um dia destes. :)

Lilith disse...

Como eu te defendo, defendo e subscrevo ;P

bagaco amarelo disse...

lilith, :)

Anónimo disse...

É tudo um problema de expetativa.
Quem é sôfrego com os parabéns, fica desolado se alguém se esquece do seu próprio aniversário.
Fica capaz de cortar amizades! Ou, pelo menos, esfriá-las.
Quem não coloca expetativas (para não se magoar?...), não vive em função disso e todas as lembranças são consideradas simpáticas e genuínas ;)

Eu tenho para mim, que sou católica oppraticante, que se comemoramos o nascimento de Jesus, devemos comemorar todos os nascimentos!

E deixar que cada pessoa, à sua maneira, comemore o nosso ;)

TT

bagaco amarelo disse...

tt, deve ser isso. eu sou ateu. praticante também... :)

Foxy Ni** disse...

ahah leio o teu blog à bastante tempo e nunca comentei mas agora não resisto... fiz anos precisamente na semana passada e decidi apagar os dados da minha data de nascimento no facebook um mês antes. foi a melhor coisa que fiz e melhor ainda não me arrependi. deram-me os parabéns aqueles que apenas de memória se lembraram e soube tão bem. no fim posso-os contar pelos dedos das mãos, mas é o que me basta :)

bagaco amarelo disse...

foxy ni**, boa. :)