11.25.2011

os indignados

O "vai-se indo" é uma instituição portuguesa. Basicamente quer dizer que não se está a ir para lado nenhum, mas está a ser-se levado por alguma coisa para um sítio qualquer. Talvez pela vida e para a morte. O "vai-se indo" é desistência de optar, de querer e de mudar. É o fim antes dele mesmo.
O "ir indo" é a repetição do mesmo verbo em dois tempos diferentes, sendo que acaba sempre com o gerúndio "indo". É uma pescadinha de rabo na boca em que um verbo auxiliar se auxilia a si mesmo.
Os portugueses devem ser os melhores do mundo a "ir indo". Vamos indo no emprego, vamos indo no Amor, vamos indo na vida. Por isso é que nunca vamos a lado nenhum a não ser onde nos levam.
Os polícias portugueses raramente percebem que fazem parte dos que "vão indo", e só por isso é que reagem de forma abrupta contra quem se indigna com esta forma de contornar a vida durante uma vida inteira. E esta é a minha homenagem sincera a todos os que se indignam, porque é por eles que a vida passa.

8 comentários:

sendyourlove disse...

assino por baixo!

bagaco amarelo disse...

sendyourlove, :)

Nelson Peralta disse...

E não foi o único nem o mais grave: http://vimeo.com/32646765

Estudante disse...

Por acaso irrita-me imenso que me respondam "vou indo". Quando eu pergunto se está tudo bem, pergunto-o com a intenção verdadeira de que me respondam com sinceridade e que não se deixem levar no comodismo que responder um "vou indo" tão "deslambido"... Mas enfim... :P

Fatyly disse...

Por defeito do meu ofício anterior - gosto de saber a verdade dos dois lados e o vídeo só mostra o depois e não o antes, percebes?

Chegámos a um ponto que se as autoridades actuam é porque actuam,se não o fazem deviam fazer. Reparei em alguns manifestantes já tão encharcados em alcool, o que lamentei e portanto...não posso avaliar, e quando se instala a cinfusão...é terrível.

De qualquer forma assino por baixo!

bagaco amarelo disse...

nelson peralta, :)

estudante, yep... é por isso que estamos com estes tipos no governo, por exemplo. :)

fatyly, o álcool não justifica a violência, e a PSP esquece-se da sua principal competência, que é a segurança pública, para se tornar numa força de opressão política. :)

Josh Gottam disse...

A policia devia ir malhar é nos que andam a roubar, matar e violar. AH, e já agora, nos politicos...

bagaco amarelo disse...

josh gottam, bem... eu sou político... lol! :)