2.19.2010

coisas que fascinam (95)

Um amor imagina-se. Pode ser durante o intervalo dum filme no cinema, numa boleia dada por acaso ou numa estação de metro qualquer. Com a mulher que está sozinha na fila A, com a que estica o dedo polegar na nacional 109 ou com aquela que adormeceu com a cabeça encostada ao vidro da carruagem. Tanto faz, o amor imagina-se e isso é bom. Pelo menos é o que um homem pensa enquanto dissolve o açúcar no café da manhã, dissolvendo também os seus próximos dias no olhar da mulher que se sentou à sua frente. Ela é bonita e isso por agora chega, já que a imaginação não precisa de mais nada.

25 comentários:

Anónimo disse...

Sim...Eu imagino enquanto conduzo, se bem que não é muito boa idea!
Agora imagina, lá se tu tivesses um programa na radio comercial...
Beijo X
P.S.

Malena disse...

Imaginar não tira pedaço e é bom! :-)

GiGi disse...

:-)

memyselfandi disse...

Sim. A imaginação faz o resto... sonhar é bom. Sabe bem.

Sandra disse...

Olha, eu faço esse exercício de imaginação tantas vezes, que já cheguei a pensar que era maluquinha :)

Brandie disse...

Oh mas que post amoroso. Eu não digo que os homens andam todos a querer viver um grande amor?

Anónimo disse...

Exigimos muito do Amor. Exigimos muito de nós e da outra pessoa. Não deixamos que o Amor seja ele mesmo. Só não sei porquê. Felicidades

Celeste disse...

sim, na nossa imaginação amamos todos os dias embora não o executemos da mesma forma. Por isso penso que deveremos deixar que o outro o sinta.

Maria João disse...

e é tão bom imaginar e sonhar

Anónimo disse...

Só os amores imaginados são realmente nossos :-)
Belo texto.
AL

redonda disse...

Estive a ver um vídeo num blog sobre o amor em perigo de afundar com uma ilha, desprezado pela riqueza e pela vaidade, a tristeza estava tão triste que quis ir sózinha, e a alegria tão alegre que não o ouviu, até que passou um velhinho que finalmente o salvou.
Quem era o velhinho?
(estou a pensar maquiavelicamente em deixar o enigma, mas claro que se calhar já sabes do vídeo :)
Isto tudo porque comecei a pensar se me aconteceria imaginar o amor e concluí que talvez por vezes sim.

redonda disse...

Gostei de seguir a história

Miss Kin disse...

Já estou a precisar de deixar de imaginar!

bicho disse...

Bagaço, estás a confundir o amor com o desejo sexual?

A imaginação é a arma dos que não se conformam com a realidade.

A verdade hoje pode passar a mentira amanhã. Portanto, faz rapidamente o download de um qualquer filme porno, que isso passa-te.

bagaco amarelo disse...

anónimo, normalmente as vozes da rádio é que dão azo à imaginação. :)

malena, exacto. :)

gigi, :)

memyselfandi, faz bem, sim. :)

sandra, e está bem. no fundo somos todos uns maluquinhos. :)

brandie, claro que andam. :)

anónimo, exigimos muito porque ele tem a mania de criar altas expectativas. :)

celeste, devemos sim: :)

maria joão, pois é. :)

AL, há quem pense isso, sim. :)

redonda, não vi... :)

miss kin, ainda bem. :)

bicho, és um palerma. :)

Anónimo disse...

Por isso mesmo meu querido, por isso mesmo.;)
Beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónimo, :)

Anónimo disse...

um amor deseja-se. e um amor imagina-se.

outras vezes, não se deseja, mas imagina-se, imagina-se o amor que se viveu, e desejmos querê-lo repetir
repeti-lo quando ainda está a arder, mesmo só com só as cinzas
ou repeti-lo quando já não há as cinzas e a alma está à espera


a.

Olga disse...

Sim realmente só imaginando é que ele acontece.

Ana, dona do café disse...

:) não é preciso mais nada mesmo... Pensar demais sempre estragou as coisas simples que existem *

bagaco amarelo disse...

a, há uma intersecção entre desejo e imaginação, sim. :)

olga, não é só... mas vai dando uma ajuda. :)

ana dona do café, sempre não mas às vezes, talvez muitas, sim. :)

SadLonelyCat ^_ _^ disse...

Bagacinho,

fizeste-me lembrar o meu amor imaginado! Tenho um amor assim desde os meus seis anos. Começou como um olhar. O rapazinho era bonito e eu deixei-me encantar :)
A minha imaginação foi fazendo o amor crescer. E continua a acalmar-me cada vez que penso nele. De vez em quando ainda nos vejo juntos de mãos dadas, e sorrio como uma linda história de amor faz sorrir. Esta é perfeita. Fui eu que a inventei para só para mim...

As tuas coisas que fascinam, fascinam-me mesmo ;)

Xi-Coração.

bagaco amarelo disse...

SadLonelyCat ^_ _^, deixa lá... a minha primeira paixão foi a Heidi. :)

Fatyly disse...

Subscrevo totalmente! Cuidado por se o Teixeira dos Santos ou os "dois sardos da UE" descobrem ainda nos taxam e seria a minha falência total:):):)

bagaco amarelo disse...

fatyly, lol. :)