5.03.2014

respostas a perguntas inexistentes (274)

Irrita-me toda a iconografia sobre o Amor. Corações com setas, pores do Sol, lábios vermelhos ou duas mãos dadas num postal barato. O Amor não se dá com ícones, dá-se apenas consigo mesmo: Amor, e tentar reduzi-lo a outra coisa qualquer parece-me sempre um erro crasso.
No entanto percebo por que motivo se coloca uma fotografia do Pôr do Sol no Facebook quando se está apaixonado. É o sentimento de impotência para explicar o que nos vai na alma. Nenhuma palavra nos parece suficiente para o explicar, por isso passamos para uma imagem, acreditando que é verdade que ela pode valer mil palavras que no momento nem sequer nos vêm à cabeça. É mentira.
A minha proposta é que escrevam apenas Amor. Chega.

4 comentários:

sal disse...

Tenho uma amiga com jeitos de artista que diz que só fotografa quando está infeliz, que o amor não lhe dá para essas coisas. Dá-lhe para outras, certamente. :)

A mim, por exemplo, dá-me para o silêncio que considero ser a melhor maneira de saborear.

Escrever apenas amor ou, simplesmente, não escrever.

Bagaço Amarelo disse...

sal, não é o caso da fotografia, mas compreendo a tua amiga em algumas coisas. :)

ellie fant disse...

O amor "tirou.me" as letras. O desamor devolveu.mas, tenho por isso uma relacao amor-odio com ele. Enfim...amor

bom blogue :)

ellie

Bagaço Amarelo disse...

ellie fant, obrigado. :)