5.02.2014

coisas que fascinam (170)

As mulheres têm a mania de dizer, num estranho tom acusatório, que os homens não conseguem manter um compromisso de Amor, que abandonam uma mulher por outra com uma facilidade enorme porque não sabem Amar. Nada disso é verdade. A verdade é que o Amor não pode ser um compromisso.
Nenhum homem aceita um Amor que não seja o maior de todos, o que vai sendo cada vez mais difícil de conseguir com a idade. Depois de um Amor grande, nenhum consegue interessar-se por um Amor médio. Nem é má vontade, é apenas uma impossibilidade.
As relações curtas são legítimas e necessárias, mas não são Amor. São remendos à solidão.
O problema de muitos homens é que as mulheres aceitam remendos como se fossem Amor. Por um lado porque não gostam da definição de remendo, por outro por serem mais inteligentes. É que assim existe uma grande probabilidade de Amarem menos do que são Amadas. Numa relação desequilibrada, é sempre fodido Amar mais do que se é Amado.
Um homem pensa sempre que se o seu Amor terminar não conseguirá ter outro, pelo menos tão cedo. É que os Amores grandes não andam por aí pela rua à mão de semear. Já os remendos, felizmente, sim. Quando não se Ama ninguém, os remendos são uma questão de sobrevivência.
Eu vivo um Amor grande nos tempos que correm, o maior de todos. Ando a aproveitar para viver o mais possível. A sobrevivência é só para quem sabe.

12 comentários:

Maria disse...

Gostei muito.

Bagaço Amarelo disse...

maria, obrigado. :)

Brandie disse...

Gostei. Acho que é válido para ambos os géneros. vejo homens e mulheres a contentarem-se com remendos. Uns por falta do amor grande que foi ou que nunca chegou a ser, mas também por uma série de motivos menos românticos.
Não podia estar mais de acordo com a frase "Depois de um Amor grande, nenhum consegue interessar-se por um Amor médio". É bem verdade, nada parece ser suficientemente interesssante.

Bagaço Amarelo disse...

brandie, essa é a grande dificuldade, às vezes, que nos leva a ficar apenas com remendos. :)

Olga disse...

Adorei ler. Sublime. :)

Bagaço Amarelo disse...

olga, obrigado. :)

Anónimo disse...

completamente de acordo excepto a parte dos remendos estarem ligados à sobrevivência...isso traz a sua dose de sofrimento, por isso mais vale nem pensar em remendar...

Bagaço Amarelo disse...

anónimo, depende... às vezes sim, outras vezes não. :)

Carina Oliveira disse...

Muito elegante, verdadeiro e simples. Como só o amor sabe ser*

Bagaço Amarelo disse...

carina oliveira, obrigado. :)

Teresa Costa disse...

:) reconheço a necessidade e a facilidade de viver com remendos. até os recomendo a amigas próximas. eu não sou pessoa de remendos. comigo não funciona e tornam-se mais uma espécie de concretização de infelicidade do que um aligeirar da situação.
Gostei da forma como explicaste as coisas. É isso. Os homens usam os remendos nos intervalos, a maioria das mulheres prefere pensar que é sempre amor, mesmo quando sabe que é um remendo ;)

Bagaço Amarelo disse...

Teresa Costa, é só uma pequena tese, mas em que eu acredito. :)