12.19.2012

maria

É verdade que o menino Jesus cresceu e fez montes de milagres. Multiplicou pães e vinho, curou cegos e paralíticos. Depois disso, só o Pai Natal é que o conseguiu derrotar. Para além de ter renas voadoras, pôs milhões de pessoas, um pouco por todo o mundo, a gastar dinheiro que não têm para comprar coisas que não precisam, e bate-o aos pontos em popularidade.
Do milagre da Maria, mãe de Jesus, é que pouco se fala. Quer dizer, fala-se, mas ainda assim é um milagre secundário comparado com os do seu filho ou com os do gordo barbudo. A mulher engravidou mantendo-se virgem o que, convenhamos, é ainda mais incrível do que renas a voar, paralíticos a andar ou cegos a ver. Da multiplicação do pão e do vinho já não digo nada, porque quando a coisa mete vinho pelo meio é comum começar a ver a dobrar.
Serve este texto para dizer que eu considero que Maria conseguiu, de facto, um milagre enorme. Não através da acção do Espírito Santo no seu ventre, mas sim através da sua inteligência. Não é preciso muito para ver o que acontece a uma mulher adultera, ainda hoje, em alguns grupos sociais com maior fervor monoteísta. Na melhor das hipóteses, sobrevive depois de levar uma valente sova, mas o mais normal é acabar alguns palmos debaixo da terra.
Foi sempre assim que as coisas acabaram para as mulheres em regimes onde o poder político e a religião se confundem. Olhemos para a Inquisição ou para a recente introdução da Sharia na Nigéria. As mulheres saem sempre a perder, a não ser que se dê um milagre. Com a Maria deu, porque ela o soube criar.
Boas festas!

22 comentários:

Diario de uma mae solteira disse...

Não se deve subestimar a inteligência de (algumas) mulher
Fizeste-me rir

Bagaço Amarelo disse...

Diário de uma mãe solteira, :)

Justiceiro disse...

Na zona centro de Portugal deve ter acontecido uma estória parecida com essa.

Pipoca Mais Picante disse...

Não me diga que festeja o Natal... Seria, no mínimo, incongruente

Bagaço Amarelo disse...

justiceiro, essa foi com bagaço. :)

pipoca mais picante, não festejo, mas não seria nada incongruente festejar o milagre de Maria, que reconheço e aplaudo. :)

Anónimo disse...

Bem, Jesus multiplicou os pães, porque não queria ver gente com fome. Transformou água em vinho (produto caro) para as pessoas,mesmo pobres, terem um pouco de alegria. Só por isto já merece ser respeitado! :-)
Mas o que ele dizia, era que não devia haver tantas desigualdades na sociedade. Por isso os ricos dificilmente iriam para o paraiso: pelo seu egoismo.
O Jesus era uma pessoa fixe.
EJSantos

Bagaço Amarelo disse...

ejsantos, a ter existido mesmo, acredito que foi um bom homem, sim. só não acredito que tenha feito milagres, mas isso é outra história. aliás, a ter existido, Jesus era um tipo de Esquerda, sem dúvida nenhuma. :)

Anónimo disse...

O milagre da montanha (o tal em que Jesus faz a multiplicação de alimentos) não é um milagre com efeitos deslumbrantes ao estilo fada sininho ou Harry Potter. O "milagre" consistiu em que, naquele dia, naquele local, todas as pessoas que ali se encontravam para O ouvir, judeus, filisteus, samaritanos, ricos, pobres, tuberculosos, coxos ou cegos, animados pelas palavras de Jesus, repartiram entre sim o que traziam com eles. E com essa partilha, os que nada traziam poderam também ser alimentados. Foi esse o milagre de Jesus. Unir todos os que lá estavam.
Quanto a Maria, sim, foi uma mulher extraordinária e muito à frente do seu tempo. Prova disso é que o seu filho, anos mais tarde, será um dos maiores defensores dos direitos das mulheres e das crianças. Os judeus, que esperavam um messias que os salvasse dos romanos, depararam-se com um homem que teve a ousadia de lhe dizer que Roma tinha o direito de ser Roma e que pagar impostos a Roma era um mal menor. Grave era o que os sacordotes faziam ao seu próprio povo.

Sei que não é crente, mas mesmo assim desejo-lhe o melhor Natal do mundo :) e que nunca lhe falte amor :)

Carla

Anónimo disse...

Ps: e não nos devemos esquecer também de José, que não rejeitou Maria. Que a protegeu, que protegeu e educou com amor aquela criança que não era dele.

Anónimo disse...

Engravidar virgem é possível, com inseminação in vitro. Portanto, Maria era uma visionária e conseguiu aquilo que só muitos anos mais tarde algum cientistas conseguiram descobrir!
Ah ah ah

Carmo disse...

Teria tanto para dizer sobre este post, mas remeto-me ao silêncio, pois politica e religião não discuto. Nasci cristã sem opção de escolha e pratiquei-a enquanto não a comecei a questionar. Acredito que Jesus habitou na Terra e foi um revolucionário, fosse qual fosse o seu objectivo, mas o milagre de Maria..., não quero pecar e ser condenada ao inferno.

Cada religião tem uma explicação diferente sobre Jesus Cristo, gosto da do Alcorão, já a Cristã tem muitos 'efeitos especiais', percebes: ressuscitar e subir aos céus... Tenho viajado muito de avião e conclui que o céu não existe é apenas Espaço Aéreo, nunca vi por lá nenhuma alminha, nem perdida, nem encaminhada.

Seja como for no Natal festeja-se o nascimento de alguém que fez história. Um Ser Espiritual fortissimo.

Bagaço Amarelo disse...

Carla, obrigado. Não sou crente, mas tenho essa mesma imagem de Jesus, caso se confirma a sua existência. Bom Natal também. :)

anónimo, acho que anda não havia... :)

Carmo, a mim acontece-me o mesmo quando ando de avião. Só vejo nuvens. :)

Maribel disse...

Nunca tinha pensado nisso dessa maneira mas tem a sua lógica. Ao longo dos tempos tem havido sempre alguém que se destaca pela sua inteligência e visão de futuro e Maria pode ter sido uma dessas pessoas. Quanto a Jesus acredito que tenha existido, como um comum mortal, que talvez se tenha destacado pela sua bondade e solidariedade. Se assim foi, oxalá existissem muitos Jesus hoje em dia: o futuro seria com certeza um mundo melhor.

Bagaço Amarelo disse...

maribel, a brincar a brincar, isso deve ser verdade. :)

Olga disse...

Nunca tinha ouvido esta versão. Boas Festas :)

Estudante disse...

Interessante a comparação que fazes entre Jesus e o Pai Natal... enquanto o primeiro pregava a vida sem futilidades, o segundo faz exactamente o inverso! x)

Bagaço Amarelo disse...

olga, obrigado. boas festas. :)

estudante, é mais ou menos isso, sim. :)

Fatyly disse...

Subscrevo inteiramente e Boas Festas:)

Anónimo disse...

Do dicionário e relativamente a virgem ainda ficam alguns significados como:
9. Que não tem manha nem maldade. = INGÉNUO, INOCENTE, SINGELO
10. Que mostra sinceridade ou franqueza. = FRANCO, SINCERO
11. Que nunca foi explorado (ex.: floresta virgem; terreno virgem).
12. Que nunca foi usado (ex.: CD virgem; papel virgem).
Neste caso, acho eu, que se fala ou se refere a uma mulher sem pecado ...

Bagaço Amarelo disse...

fatyly, obrigado. para ti também. :)

anónimo, com certeza que sim. :)

Anónimo disse...

A Maria se calhar era daquelas mulheres que têm o hímen já com uma abertura redonda no meio ou então que não têm himen sequer, e por isso já nasce não-virgem.

Barata.

Bagaço Amarelo disse...

barata, mas se ela era virgem... :)