12.11.2012

conversa 1970

(ao telefone)

Eu - Até que enfim que te apanho. Preciso falar contigo.
Ela - Apanhaste-me na casa de banho.
Eu - Okay, desculpa. Ligo-te daqui a cinco minutos.
Ela - Não, não. Diz agora, que é o momento certo.
Eu - Não estás na casa de banho?
Ela - Estou. É na casa de banho que aproveito para fazer os meus telefonemas todos, ler revistas e livros, etc. Além disso, não saio daqui a cinco minutos, mas sim daqui a uma hora, mais ou menos.

9 comentários:

Quase nos "entas" disse...

1º)...............................
2º) ui...conheço tanta gente assim...
3º) eu não sou nada assim....WC é entrar e sair...despachar o assunto e ir à vidinha....loooooooolll
bjos

Bagaço Amarelo disse...

quase nos "entas", às vezes pergunto-me para que é que servem os sofás, se há quem use a sanita ara ler. :)

Eva Maria disse...

Aquele rabo deve ficar bem vermelhinho :P

Bagaço Amarelo disse...

eva maria, lol! esse pensamento não me passou pela cabeça, mas agora não a vai deixar. :)

redonda disse...

Com tantas coisas para fazer, não admira que precise de uma hora :)

Justiceiro disse...

Pensava que só nós homens é que liamos revistas no WC

Olga disse...

Já ouvi falar destes casos. Aparentemente há quem se sinta bem assim. Por mim tudo bem, só não consegui encaixar quando me disseram que gostavam de ler revistas de culinária na sanita. É que quanto a mim esse local não abre propriamente o apetite...

Anónimo disse...

Hmm, conversa de m####?
:-)
Ou conversa com banda sonora...
EJSantos

Bagaço Amarelo disse...


redonda, é uma mulher ocupada, lol. :)


justiceiro, isso é a Playboy, quando temos doze anos. :)

olga, a mim também não, mas já uma história sobre quem adora. :)

ejsantos, lol... conversa desafogada, vá! :)