6.17.2009

respostas a perguntas inexistentes (60)

Há sempre uma certa agressão no amor. Pode até ser uma agressão doce mas não deixa, por isso, de ser uma agressão. Há bocado estava a tomar café ao lado de um casal nitidamente apaixonado, mais ou menos da minha idade. Ele tentou beijá-la enquanto ela se esforçava por deitar apenas metade do pacote de açúcar na bica e, por isso, teve um primeiro reflexo de o afastar com o braço. Ele amuou.
Ainda que este reflexo não tenha demorado mais do que um segundo, aprendi que esta forma de frieza é efémera e que, em vez de amuar, o melhor é dar algum espaço. Há coisas cuja única importância é serem só nossas. Querer deitar exactamente metade do pacote de açúcar no café pode ser uma delas.

16 comentários:

3Picuinhas disse...

...tens de mudar o nome do blogue para "finalmente estou a começar a perceber as mulheres" :D

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Que bom que vc já aprendeu "que esta forma de frieza é efêmera, e que em vez de amuar, é melhor das algum espaço"....pelo menos vc n vai precisar de terapia de casal.

sendyourlove disse...

bem observado...pena não termos essa capacidade quando estamos do lado de lá!

bagaco amarelo disse...

3picuinhas, lol... não sou assim tão optimista. :)

Se o "se" não tivesse ficado só no "se", espero que não... :)

send your love, isso é bem verdade... :)

claudia disse...

Olá!
Bem vindo!
Muitíssimo bem visto.
Os homens por norma amuam quando se sentem "rejeitados" fisicamente.

Crystal disse...

Bem, confesso que estou tentadissima a assinar logo ali abaixo do comentário da 3picuinhas...é que isto sim, é conhecimento. Parabéns : )

Desabafosescritos disse...

Que rapaz tão sensato...
O Aniki Bóbó também é um dos meus filmes...

ciii disse...

há sempre uma certa agressão no amor indeed. citado twice :)

Cor disse...

Achei a reflexão fabulosa :)

bia disse...

nunca tinha visto as coisas dessa forma, mas achei interessante... eu teria mais tendência para ver ambas as atitudes como estando envoltas num certo egocentrismo, ele que quer o beijo e ela que quer pôr o açúcar no café.

bagaco amarelo disse...

cláudia, admito que isso deve ser verdade. :)

crystal, podes assinar. momentaneamente convenço-me que é verdade. :)

desabafos escritos, ainda bem... é um grande filme. :)

cii, :)

cor, obrigado... :)

bia, no pacote de açúcar, pelo menos, há algum egocentrismo. o que não é obrigatoriamente mau... :)

ComoHacerElAmor disse...

jaaaaaaaaa volto, tive muitas noites sem leer o seu blog , Que tortura.

Querer deitar exactamente metade do pacote de açúcar no café
Pois e poser

bagaco amarelo disse...

como hacer el amor, eu estive de férias... não escrevi nada. :)

moi chéri disse...

só deito metade do pacto de açucar no café. mas se alguém me quisesse beijar... até bebia o café como açucar todo!

bagaco amarelo disse...

moi chéri, eu não deito nenhum açúcar... e olha que nem com beijos deitava. :)

Red disse...

"always when we fight i try to make you laugh 'til everything's forgotten, i know you hate that..."

(e isto era banda sonora do romeo+juliet)


admito que tambem me irrita quando tento pôr o açúcar devagarinho para ficar por cima da espuminha do café e o meu namorado me dá um empurrão no pacote para o despejar todo de uma vez. lool