6.18.2009

nunca fui gajo...

Nunca fui gajo de oferecer flores. Detesto aquela norma social que impõe que um homem, cada vez que se começa a apaixonar por uma mulher, lhe tem que comprar um punhado de cadáveres de plantas. Aliás, se há raça que detesto é a daqueles tipos que andam por aí à noite a vender rosas plastificadas a casalinhos desatentos. Normalmente aparecem pela calada e, armados de um sorriso ignóbil, espetam a flor quase dentro dos olhos do homem que, coitado, surpreendido por esses seres pegajosos e perante a expectativa da companheira, acaba mesmo por comprar aquilo. Eu dispenso.

Nunca fui gajo de bater coros baratos. Frases que tenham as palavras "Lua" ou "Luz", não as digo. Sou capaz de dizer "hoje estás mesmo bonita" mas não sou capaz de dizer "se pudesse dava-te a Lua". Dava o caraças, é que dava. Se a Lua fosse minha já estava à venda, com um cartaz daqueles da Remax que têm sempre uma fotografia tipo passe dum laroca qualquer, e depois com o dinheiro ia fazer férias permanentes para o Brasil. Além disso, quem é que quer por companhia uma mulher que acredita que lhe davam a Lua? Eu dispenso.

Nunca fui gajo de restaurantes caros. Se eu posso comer bem em alguns sítios que conheço por dez ou quinze euros, porque é que hei-de comer mal por quarenta ou cinquenta? Para impressionar uma mulher? Hum... não me parece. Além disso, se a conseguir impressionar mesmo, como é que lhe vou explicar depois que de repente passei a comer em tascos baratos? Ela até pode querer ir só a sítios com empregados de fatinho à espera duma gorjeta que para mim é uma hora de trabalho mas eu... dispenso.

49 comentários:

Icon disse...

como eu te compreendo
há mesmo quem diga: eu dava-te a lua?
nem sei dizer essas coisas...
eu sou objectivo... elogio aquilo que gosto! se é do cabelo, falo do cabelo, se é dos olhos, falo dos olhos... mas agora, eu dava-te a lua?!?!?!?

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Tú não és romântico, simples assim, vifa que segue.

Giovana disse...

Comentário? Dispenso. LOL

Nada, tô brincando.

É, eu acho flores um presente muito bonito, muito delicado. Mas, eu dispenso (lol). Preferia que me dessem algo mais útil, sabe? Perfume, brinco, roupas, uma caixa de bombons e por aí vai, eheheheh

Vender a Lua foi f***... LOL

Beijo!

Miepeee disse...

Entao continua assim que estas no bom caminho, pelo menos na parte que me toca. Quero dizer naquilo que tambem nao aprecio que os homens facam.
Beijinho.

Cindy disse...

És prático, portanto!

Sempre gostei de gajos práticos, mas depois de casada há 6 anos, sabe bem receber um ramo de flores no emprego em alguma data de especial, quanto mais não seja para deixar as colegas com dôr de cotovelo!!! eheheheh

Beijocas e continua assim!

Pax disse...

10 ou 15 euros?!
Então ainda sou pior que tu!
Esse dinheiro tem de pagar o jantar de ambos! Lol.

:)

Pax disse...

Ah!
E acho que nenhum homem gosta de oferecer flores, simplesmente acham que as mulheres gostam de as receber, o que NÃO É VERDADE!

Bichana disse...

E eu acho que a tua postura está muito correcta!!

bagaco amarelo disse...

icon, lol... há quem a tenha vendido. é melhor. :)

Se o "se" não tivesse ficado só no "se", o que eu acho é que às vezes se confunde romantismo com idiotice. mas isso sou eu. :)

giovana, estamos de acordo nos bombons. :)

miepeee, haja alguém. :)

cindy, se é para deixas as colegas com dor de cotovelo, tudo bem. isso também faria. :)

pax, se for um franguinho churrasco num banco de jardim, pode ser. :)

bichana, uau. :)

toma lá Fresquinho disse...

Não sendo gaja, acho que qualquer uma com dois dedos de testa não gosta de frases cliché com lua e luz! Eu pelo menos não as digo e se estiverem à espera de as ouvir então tchau!

Quanto às flores...depende da mulher...se não gostarem melhor ainda, porque também não gosto de oferecer cadáveres!

Quanto à comida ... bem, uma mulher que não goste de boa comida portuguesa (tremoços, caracóis, ameijoas,carne e peixe grelhado) feita num tasco e que não me acompanhe a beber uns canecos então não é mulher para mim!

AnAndrade disse...

Amén!

Ana Serrano disse...

Olá!
Até gosto de flores, mas sou alérgica!E se um homem gostar mesmo de mim oferece-me um livro e não a lua;)
Quanto aos jantares, se a companhia for boa até se come uma sandes num banco de jardim:)
Bj

Inês disse...

És um gajo dos meus!

bagaco amarelo disse...

toma lá fresquinho, estou totalmente contigo no terceiro ponto. mulher que não gosta duma petinga e de vinho verde numa tasca não dá para mim. :)

AnAndrade, :)

Ana Serrano, no livro estamos de acordo... ou um cd ou assim. :)

inês, ena... afinal isto até tem vantagens. :)

Maria Papoila disse...

É um gesto bonito oferecer um ramo de flores, mas não vejo grande utilidade na coisa...é mais um gasto escusado de dinheiro e de flores (que no fundo ja estão mortas n é verdade). E eu cá prefiro uma unica flor arrancada de jardim, um gesto simples e romantico. Ou uma flor em vaso, pelo menos ainda está viva!lol

A mulher que espera a "lua" não é racional,nunca se pode esperar tudo de alguem e nao se deve esperar...

Hanokh disse...

Eu gosto de receber flores!Mas, não precisa de ser nada de extravagante e caro!a minha mana mais nova (tem 8 aninhos a miúda) ofereceu-me, pelo meu aniversário, um ramo de flores que ela própria apanhou no campo :) um gesto simples e bonito e eu gostei taaannntoooo!

Por acaso, se há fenómeno que nunca percebi é o de ir almoçar/jantar a restaurantes caríssimos...percebo ainda menos os passeios que se organizam para ir comer o Leitão da Bairrada e outras coisas do género...

Quanto à lua...tens de me dizer se ela tem dono...é que eu "ando muitas na lua" e o dono pode ficar chateado! :P

that's all folks disse...

"se há raça que detesto é a daqueles tipos que andam aí à noite a vender rosas plastificadas"

ui! cuidado com esta frase... ainda te pode trazer muitos adeptos pnr...

Mutante disse...

Um presente surpresa de quando em vez sabe bem e não interessa muito o que é. Conta que o outro pensou em nós e procurou algo que, achou, nos iria agradar (vale mesmo que se tenha enganado redondamente).
Para mim, valor, valor, tem o tempo que passam juntos, seja numa boa conversa, em diversão ou a fazer algo que o outro não seria capaz sozinho. Ou que, mesmo que consiga, prefiram fazê-lo juntos.
Dádiva sem preço é o que cada um dá de si, tudo o resto o dinheiro compra e, como tal, vale o que vale o dinheiro. Cada um saberá que valor lhe dar...

Lizard King disse...

Porque é que me oferecem a lua e as estrelas e não algo palpavel, tipo: fácil de conseguir e que realmente possa ser posto em prática. Oferecer utopias não me parece romântico e que me interessa a lua se as acções não forem coerentes com a oferta. Este post deixou-me a pensar que as pessoas em inicio de relação exacerbam os sentimentos e descuidam o real, o simples que ás vezes é tão fácil e preferivel à lua...depois nem tinha espaço para a arrumar :p

quanto aos jantarecos, se aprecio um belo petisco na tasca devidamente regado, ainda aprecio mais "transformar-me" em cozinheira da petiscada e convidar os amigos para minha casa...no entanto às vezes as minhas costelas de jet 7 apreciam nouvelle cuisine em lugares XPTO :)

As flores dispenso nunca lhes achei graça nenhuma e sinceramente acho que 99,9% das vezes são o recurso de quem não perdeu nem 1 minuto a pensar no que ia oferecer ou porque tal como a lua: é cliché.

bia disse...

eu concordo ctg... porque é que o romantismo tem que passar pelo inalcansável? O romantismo deve ser realista, acho muito mais bonito... e tb odeio que me ofereçam flores condenadas à morte, não têm utilidade nenhuma e é um desperdício de dinheiro!! Mas há quem não entenda :\

redonda disse...

Mas chocolates ofereces, certo?

É que vá lá, não oferecer flores, não falar na lua e já não me lembro bem no que mais e não ir a restaurantes caros, tudo bem, agora não oferecer chocolates, não!!!

PB disse...

Não tou a falar das frases clichés que disseste, pois são mesmo cliché. Mas gostava de saber como falas de sentimentos com uma mulher, se é que falas...
Parece-me que tens uma enorme prole de seguidores, que me parecem uns portugas barrigudos e que daqui a uns anos estão a fazer concursos de arrotos com os filhos.
As mulheres precisam de sensibilidade, precisam de quem as estime, precisam que lhes digam que são estimadas. Pode-se saber se uma pessoa gosta de nós pelos actos, mas é muito bom ouvir isso da boca do outro.
Acho que és do contra, acho que és teimoso e não dás o braço a torcer. Acho que estás revoltado com o mundo e com as mulheres. Acho também que te refugias nessas idiologias simplistas para não teres de pensar que estás uma desgraça.
Boa sorte!

WhitE CaT disse...

knd a companhia é boa...dinheiro ñ á crise... não me importo oferecer uma rosinha a essa pessoa...

bagaco amarelo disse...

maria papoila, eu já ofereci flores uma ou duas vezes na vida... não sou fundamentalista. só não o faço de barato. :)

hanock, a lua tem dono sim... pelo menos tem lá uma bandeira... mas por mim estás à vontade. :)

that's all folks, tens razão... esses tipos são tão idiotas. :)

mutante, eu estou de acordo. :)

lizard king, eu concordo contigo e acho a cozinha um lugar fantástico para demonstrar que se gosta de alguém. :)

bia, yep. não deixa de ser interessante que as flores estejam a morrer quando são oferecidas. :)

redonda, chocolates ofereço, sim... e bastantes. :)

PB, lol... obrigado por me fazeres rir. :)

bagaco amarelo disse...

white cat, eu tenho problemas em ceder a pressões. :)

Ivan disse...

Bom...
Eu tenho tentado compreedê-las...
E quando o faço se considerar uma criatura à parte, tenho melhor sucesso.

Miss Me disse...

:) gostei muito deste teu texto. a minha metade nunca me ofereceu flores ... mas da primeira vez que veio ter comigo ao emprego, trouxe-me uma maçã. jantares finórios e palavras alucinadas tem dias, mas nunca daquelas foleiradas de filmes.
já disse que gostei muito do post?

Larose disse...

...eu cá não tenho vergonha de dizer que já ofereci flores ao meu companheiro ............ não me cai nadica de nada por isso!

...quanto a receber ...prefiro uma planta envasada mesmo .......... e diamantes ....ahahahahahahah ...ele nunca me deu nenhum ....mas água mole em pedra dura ......

E também prefiro boa comidinha e bom vinho ....
que naqueles sítos onde nem sei onde hei-de " botar" o guardanapo ..... é uma arreliação ...está sempre a cair, e a comida costuma ser uma porcaria sem sabor!

Apple disse...

Sim sr tens toda a razao em todos os aspectos...
alias tb detesto esses gajos com as florzitas espetadas na nossa cara...

bia disse...

é verdade bagaço... oferecem-se flores (muitas vezes) para comemorar a felicidade e estão a oferecer-se quase carcaças!

Sandra disse...

Ó pá, eu cá gostava é que me levassem a jantar...LOL

Mas as flores...eu adoro flores, de todas as cores e feitios...adoro, adoro, adoro!
É uma das melhores prendas que me podem dar, nada de grandes arranjos e tal, flores simples e cheirosas :)
hmmm...admito! gosto de receber cadáveres :P

*flor* disse...

Eu gosto de uma florzinha de vez enquando assim sem contar mas nao gosto de rosas e muito menos as plastificadas e impingidas!

Quanto ao jantar bem eu prefiro comer em casa e de preferência que seja ele a cozinhar!!!

loool

=P

bjo**

di disse...

costuma-se dizer 'só garganta'! no final de contas, são todos iguais. tou-te a ver aí de ramo de rosas vermelhas a levar a menina a comer marisco, que, com jeitinho até é alérgica, mas come, ai se come e no final da noite a declamar fernando pessoa à luz da lua, pois claro!

maestrina disse...

ai que feliz eu sou, que não sou muito dada a jantas, salto bem por cima de preliminares linguísticos e prefiro jóias em vez de rosas...

Pearl disse...

Sê como és, o que deve impressionar uma mulher é a tua personalidade!


E dou-te o outro lado: eu prefiro um encontro mais modesto para não me sentir obrigada a nada no fim;)


beijos

Stiletto disse...

Pois eu cá gosto que me ofereçam a lua e as estrelas. Gosto que me ofereçam flores e alguns dos meus restaurantes preferidos são estupidamente caros. Mas como obscenamente bem e gosto.. pronto!

subtilezas disse...

o mundo é feito de clichés, uns mais caros, outros mais baratos. dar a pedido não é dar, é uma outra coisa. eu gosto de receber flores, mas nunca a pedido. dantes pensava, como tu, q eram uma estupidez tirar uma flor da terra. hoje já não penso isso. por vários motivos. a flor também se cumpre como flor numa jarra. é efémera e bela. pode secar e as pétalas secas podem perfumar gavetas de roupa íntima, por exemplo. e aí o ciclo mantem-se.
mas entendo pefeitamente o rol de clichés que a sociedade de consumo inventou para se manter. se somos ou não telecomandados por ela só a nós nos compete escolher.

Carla disse...

li, entendi e acho que tens toda a razão...mas eu gosto imenso de flores, mas confesso que prefiro um vaso do que ramo...tem outro tempo d evida
beijo

Salseira disse...

Não morro se não receber flores, mas sabe bem.

Não faço questão de ir a restaurantes caros, mas uma vez não são vezes e tanto gosto de ser convidada como de convidar.

Qualquer palavra bonita sabe bem desde que dita com sentimento e não como linha de engate.

As pessoas são todas diferentes... e quanto a isso não há nada a fazer. Mas eu, por mim, gosto de saber que tenho um homem apaixonado ao meu lado.

"se há raça que detesto é a daqueles tipos que andam aí à noite a vender rosas plastificadas"

Esta frase não fica lá muito bem num militante do BE...

Olga disse...

Tem muito mais valor mostrar o que se é e o que se sente com verdade e espontaneidade, sem máscaras, sem mentiras, sem medos. :)

K disse...

Estou contigo! Apoiado! Muito bem! Ganda homem! Houvesse mais assim porra! Se calhar até há, eles é que têm mania que nós gajas gostamos disso! Bah!

Paulo disse...

Estou contigo Bagaço... é isso mesmo!
Um abraço!

C disse...

Ao início esforçamo-nos mais, arranjamo-nos mais...para quê? Cada vez mais estou convencida de que quem gostar de nós...gosta de nós tal como somos. Não estou aqui para enganar ninguém.

Parece que estamos sempre a usar atenuantes...há uma diferença entre ser-se educado e querer fazer-se passar pelo que não se é.

Sempre disse isto: amar é ver alguém exactamente como essa pessoa é.

bagaco amarelo disse...

ivan, :)

miss me, uma maçã... aí está uma prenda cheia de conotações interessantes. aproveita essa tua cara metade. :)

larose, eu também já ofereci... uma ou duas vezes. não o faço é por dá cá aquela palha. :)

apple, esses gajos querem aproveitar-se das fraquezas dos outros... :)

bia, sim... até se podia optar por oferecê-las em vaso... :)

sandra, no jantar estamos de acordo. :)

flor, eu também gosto de flores... assim só por si, gosto. :)

di, rosas vermelhas é que não. garanto-te. já ofereci orquídeas... marisco sim, gosto... mas faço-o em casa. :)

maestrina, as jantas a mim fazem-me feliz. :)

pearl, esse é um pormenor interessante... às vezes oferecer flores ou um jantar caro é um forma de pressão. :)

sitletto, está na boa... eu como bem também e gosto... :)

subtilezas, a última prenda que dei a uma mulher foi um isqueiro de fogão... pareceu-me mais útil. :)

carla, é isso mesmo. :)

salseira, eu não sou militante, sou aderente do BE. não gosto do termo militante. e o termo raça não tem suporte científico na espécie humana, por isso isto é obviamente vox populi. de resto, compreendo-te. :)

olga, exacto. :)

k, :)

paulo, abraço. :)

c, concordo plenamente. :)

Salseira disse...

Ok... aderente Bagaço.

O problema não está propriamente no termo raça... pensei que entendesses isso. Mas se não entendes... agora também está muito calor para entrar em "discussões" que normalmente caem na desconversa.

Mas só uma achega: quando se escrever e muitos nos lêem é preciso ter cuidado quando utilizamos termos da "vox populi"...

Red disse...

eu não sou romântica. mas acho que estou a ter ares de vez em quando. vê lá tu que até gostava de uma flor. uma flor apanhada num jardim, não é um ramalhete de rosas pomposas compradas ali na florista mais cara ou um big heart a dizer amo.te. naaa. keep it simple.

Mena disse...

Olá...
Olha... presente? gosto de atenção carinho..
para me surpreender... prefiro que sejam verdadeiros comigo... e não me deixem andar a apanhar mentiras aqui e acolá...
comida? a caseira de preferencia...
Hoje em dia, restaurantes caros, flores.... nada me dizem... apenas o companheirismo, a amizade, a atenção...e sobretudo a verdade...
beijinho

bagaco amarelo disse...

salseira, não entendi isso, não. mas pronto, não te zangues.

red, e é mais improvisado, por isso mais giro. :)

mena, eu estou mais ou menos como tu... :)

Anónimo disse...

mas há gajos que oferecem a lua, cá é o Mário Ferreira( o do douro azul ) e lá fora, é o dono da virgin...

e se fores à holanda há muitos gajos a oferecerem flores frescas, porque no dia seguinte têm mais frescas para apanharem às 4h da matina!!!

qtos aos jantares de 50,00€, vai ver onde os deputados, ministros, jantam, afinal quem pode , pode!!!

bagaço, há que seguir os bons exemplos...

anónima 3