6.02.2009

conversas 1249

Ela - Passei demasiado tempo a tentar mudar o meu marido... e tentei tanto que acabei por me cansar e adaptar-me ao que não gosto nele. Acho que me sinto derrotada nesse aspecto.
Eu - Mas que tipo de coisas é que não gostas nele?
Ela - Pequenas coisas, como por exemplo deixar sempre as meias usadas debaixo da cama e eu ter que me baixar todos os dias para as apanhar, pô-las na máquina de lavar...
Eu - Basta não fazeres isso...
Ela - Se eu não fizer isso, sei que ele também não faz e as meias vão-se amontoando...
Eu - Não vás... um dia ele vai acordar sem meias lavadas e perceber que tem ele próprio que tratar delas...
Ela - É isso que eu não sou capaz de fazer, percebes?
Ela - Mas tu não tens que fazer nada. Só tens que deixar de fazer...
Ela - Mas essa é a diferença entre mim e ele, percebes? Se fosse ao contrário ele não se ia importar de ter quilos de meias debaixo da cama. Eu importo-me...
Eu - É só durante uns quinze dias...
Ela - Estás a ver? Tu próprio admites que aguentavas quinze dias a amontoar meias debaixo da cama...
Eu - Não admito nada...
Ela - Acabaste de o fazer...e já sei por que razão é que te divorciaste.
Eu - Não foi por causa de meias... eu lavo as minhas meias...
Ela - As tuas até podes lavar... mas lavas as da tua namorada?
Eu - Nunca aconteceu... mas lavaria se fosse caso disso...
Ela - Estás a ver? Lavarias, lavarias... mas nunca lavaste.

17 comentários:

Anterus Belchans disse...

O 'Aldeia da roupa branca' reeditado ;)

bagaco amarelo disse...

anterus belchans, lol... :)

tagravado.com disse...

dou razão aos dois! :D

www.tagravado.com

Paula disse...

eu faria o que tu disseste, oh se faria!
era remédio santo! hehehehe
;)

Giovana disse...

"Lavaria"... Achei que não existisse esta forma verbal em Portugal (desculpe-me pelo momento "nerd", LOL).

Complicado isso. Conheci algumas mulheres assim, que se desgastam pelo desleixo de seu marido, que parece pouco se importar com o esforço delas. Concordo que é muito difícil lidar com desleixo dos outros.

"...sei por que razão é que te divorciaste". Que falta de elegância nas opiniões, heim! para não dizer educação, LOL!

Beijinhos!

Bichana disse...

Lolol, um diálogo hilariante!
Mas ela tem TODA a razão, e infelizmente esse é um problema comum a 90% das mulheres... eu incluída, lol

bagaco amarelo disse...

tagravado.com, assim é fácil. :)

paula, pois era... e é a melhor maneira mesmo. :)

giovana, é no condicional... mas na verdade tens razão: também podia escrever no pretérito imperfeito do indicativo: lavava. :)

bichana, mas eu lavo as minhas meias... :)

Inês disse...

Uma vez deixei de lavar a loiça e quando já não havia pratos lavados para comer, ele comprou de plástico.

Nirvana disse...

Se for só isso que a incomoda não está muito mal.
Meias debaixo da cama durante 15 dias, ainda por cima agora com este calor? :P Não me parece muito boa ideia.

bagaco amarelo disse...

inês, lol. isso não está correcto, pelo menos ao nível ambiental... :)

nirvana, eu concordo... por isso é que ela está mal. :)

Apple disse...

ai ja tou é deprimida :)

João Pedro disse...

Ninguém consegue mudar ninguém. É utópico pensar que se consegue mudar alguém, por nossa vontade. São as próprias pessoas que mudam quando e como decidem que assim deve ser. É uma luta inglória tentar mudar os outros.

bagaco amarelo disse...

apple, não te deprimas... se puderes vai à praia ou assim... aveiro está tão disponível por restes dias... :)

joão pedro, o problema é que até consegue... a violência doméstica é um dos exemplos em que alguém parasita outra pessoa de tal forma que a muda... :)

alfabeta disse...

ahahahah, por mim podiam ficar amontoadas até acabarem, isso é que era bom! Quando não tivesse meias tinha que ir lavá-las ou comprar mais!

bagaco amarelo disse...

alfabeta, nem mais. :)

Fabulosa disse...

ahaha! =D hilariante!
bem, eu acho que tu tens razão, às vezes é preciso deixar de fazer as coisas para alguém perceber que elas não aparecem feitas por milagre.
por outro lado, concordo com ela. a tolerância dos homens para a desarrumação e acumulação é bem maior nos homens do que nas mulheres. e o que acho que ela teme é que ele use todas as peúgas que tem e no final vá mas é comprar mais em vez de as lavar! ehehe! ;)

bagaco amarelo disse...

fabulosa, eu tenho tolerância para a desarrumação, sim... mas isto é também sujidade. para sujidade já não tenho assim muita tolerância. :)