6.23.2009

a cidade à mesa do café

Com a minha viagem recente à Irlanda e à República Checa, as crónicas da cidade que sopra ficaram um pouco abandonadas. Esta semana a crónica a ser publicada no Diário de Aveiro chama-se "a cidade à mesa do café".

Um copo riscado e uma garrafa de sumo de laranja, um pires com um bolo de arroz, uma caneca e dois ou três maços de tabaco erguiam-se como edifícios na mesa do café onde um jornal silenciava o meu pai todas as noites. Nessa pequena urbe improvisada, ameaçada pelas nuvens do fumo dos cigarros, as minhas mãos de criança conduziam nervosas e apressadas miniaturas de automóveis. Depois o meu pai destruía parte da cidade para poder fazer as palavras cruzadas e eu ganhava o direito a um chocolate qualquer. Era o meu prémio da noite.

A propósito da cidade que sopra, hoje, no melhor bar do mundo, há músicas do mundo com os Couscous Prosjekt.

8 comentários:

Paula disse...

gosto dos teus textos..
:)
e gostava de ir ao melhor bar do mundo! quem sabe um dia páro por aí!

bagaco amarelo disse...

paula, isso não é assim tão difícil. :)

Paula disse...

só é mais difícil porque a Tap me dificulta a vidinha, hehehe

bagaco amarelo disse...

paula, e a Sata? a Sata voa para tantos sítios...

Paula disse...

LOL
sim também vai para o continente, mas é carote na mesma! os preços diferem pouco, e seria de esperar que os residentes tivessem mais alguma benesse...
mas hei-de ir até aí um dia!
:)
já tenho saudades do continente...

bagaco amarelo disse...

paula, lembro-me de ir à página da sata e achar aquilo mais barato... mas se calhar enganei-me. :)

Bichana disse...

É só dás música em Aveiro?

bagaco amarelo disse...

bichana, estou à espera de começar a dar no Porto. :)