7.09.2008

uma tarde em silêncio

Passei a tarde em silêncio. Às vezes é preciso. Tenho que tomar uma opção importante esta semana. Importante para mim, diga-se de passagem. Para o resto do mundo é absolutamente indiferente a opção que eu tomar, e isso é a única coisa que me deixa descansado...

21 comentários:

Sara disse...

Podias ter dito de que se trata!! Tenho a certeza que iam chover opiniões sobre a melhor opção a tomares ;)
Ou então podias ter dito...só para matares a minha curiosidade :D

bagaco amarelo disse...

sara, eu por acaso já pedi opinião a quem de direito, ou seja, às duas pessoas mais próximas de mim. assim é menos confuso. :)

Gato Aurélio disse...

O rumor dum motor na água
negra a água velha do verão as aves
criam fios um fio que
me guia no regresso
ao conteúdo do espelho em que
se espelha este, laminado ao de leve
pelo quarto minguante da terceira semana
de agosto e no som do silêncio, feito
de enigmas ínfimos, o tempo mede
timbres mais sozinhos sucessões
variáveis sob a constelação
fixa, procuro repetir
o exercício reler o céu, agora
é mais difícil encontrar a distância
entre as estrelas que fecham o quadrado,
perdida
aprendizagem do céu que só na água
sobrevive quando água
significa ave


Ruy Belo

;O)

poeta de rua disse...

será que o resto do mundo ao qual escapa a tua decisão te deixa realmente tranquilo? se sim, podes partilhar o segredo. è que quando tenho de decidir sobre coisas de real importância, nem isso me descansa.

bagaco amarelo disse...

gato aurélio, disseram-lhe que para resfriar a cabeça, que lhe fazia bem e essas coisas todas. ele enfiou-a no tanque de lavar roupa e entrou-lhe água pelo nariz que lhe dificultou a respiração. Então percebeu: respirar era o mais importante. :)

poeta de rua, para o mundo, eu não sou suficientemente importante. ainda bem. é só isso. :)

Pax disse...

Concordo com a primeira parte do post. Discordo completamente com a segunda.
Tudo o que é importante para ti (ou para qualquer pessoa) é importante para quem de ti gosta.
A melhor opção é a que achares que é melhor para ti.
E não é indiferente... se "isso é a única coisa que me deixa descansado...", bem que podes perder o descanso de novo...
:)

bagaco amarelo disse...

pax, estava só a dizer que o mundo não se vai importar... as pessoas de quem eu gosto não são o mundo, embora talvez sejam o meu mundo. :)

Pax disse...

Nas tuas decisões é o teu mundo que importa, não o resto dele.

Olga disse...

Boa sorte nessa reflexão. E não te preocupes muito porque as pessoas de quem gostas e que gostam de ti, o "teu mundo", vão sempre apoiar-te independentemente da decisão que tomares.

bagaco amarelo disse...

pax, pois, é exactamente isso que me deixa descansado. :)

olga, cof, cof, cof... pois... é verdade. :)

Pax disse...

Bagaço, tenho a certeza de que vais fazer o melhor :)

bagaco amarelo disse...

pax, eu não... lol. ;)

Pax disse...

É por isso que tens estado a pensar: para fazeres o que achas que é melhor fazeres.
:)

bagaco amarelo disse...

pax, só daqui a uns anos é que vou saber... :)

Olga disse...

lol

Pax disse...

Coloca-te no "daqui a uns anos" e olha para trás.
O que foi melhor teres feito?
:)

bagaco amarelo disse...

olga, :)

pax, sim... é um bom conselho. :)

Pax disse...

Bagaço, :)

bagaco amarelo disse...

pax, farei o que tu dizes e não o que tu fazes. :)

Pax disse...

É isso mesmo!
;)

bagaco amarelo disse...

pax, :)