7.23.2008

o lucro é uma doença crónica

A fundação GlaxoSmithKline distingue projectos que olham para o HIV como doença crónica, diz o Público. As doenças crónicas são a maior fonte de rendimento para as as farmacêuticas, só por isso é que se podem distinguir projectos que olham para o HIV como doença crónica e não como uma curável.

10 comentários:

PE disse...

ontem, quando li isto... fiquei envergonhado. já se sabia que a degradação moral da espécie humana é um processo irreversível, mas encontrar numa doença (e nesta, em especial) pretexto para a usura...

bagaco amarelo disse...

pe, totalmente em sintonia contigo. :)

Bia disse...

ora bem!! e fazem figas pa ninguem "encontrar" a cura, que assim lucram mais!!

bagaco amarelo disse...

bia, a indústria farmacêutica domina os centros de pesquisa, por isso nem precisa fazer figas. basta não querer... :)

Moura disse...

Mais uma que concordo contigo na íntegra ;-))
Lembrei-me do "Fiel Jardineiro".

bagaco amarelo disse...

moura, é muita concordância, lol :)

Moura disse...

então, mas concordo mesmo na íntegra, fazer o quê?
beijocas, boa noite.

bagaco amarelo disse...

moura, estava a ser irónico mas comigo mesmo. :) beijos. boa noite. :)

Anónimo disse...

Eu que trabalho nos hospitais até compreendo... Ainda há demasiada gente que vê o VIH como uma doença mortal...

bagaco amarelo disse...

anónimo, o VIH mata. por isso... :)