7.23.2008

respostas a perguntas inexistentes (41)

Ela disse-lhe que nunca tinha percebido porque é que o tinha deixado. Na verdade achava que tinha cometido uma loucura. Ele riu-se e deu o primeiro gole no copo de uísque. A vida é só uma, disse ela, e era a única forma que tinha de viver duas vezes numa só. Ele riu-se outra vez e, de penalty, bebeu o que restava da bebida.

12 comentários:

Ana Sofia Santos disse...

essa bebida toda só tem sentido se vier da ex-mulher se não, vá não exageres :)

Carla disse...

...ou de não viver nenhuma!

bagaco amarelo disse...

ana sofia santos, é só um uísque. não é assim tanto. :)

carla, exacto. :)

Paula disse...

há sinceridades que nunca se devem ter...doem demais.

bagaco amarelo disse...

paula, ou doem ou sabem a nada. :)

Bia disse...

o amor é mm f*d#d*

Optimista disse...

como forma de desabafo, e a título de solidariedade com o nome deste blog, acho que nunca incompreendi tanto uma mulher como hoje.

era só isto.

bagaco amarelo disse...

bia, pois é. :)

optimista, boa sorte, deste que te compreende. :)

arco-íris negro disse...

todos nós temos mil e uma vidas sem abandonar ninguém. o abandono é cobardia...

bagaco amarelo disse...

arco-íris negro, às vezes não é cobardia. às vezes nem chega a ser abandono. :)

arco-íris negro disse...

o que achas então que é?

bagaco amarelo disse...

arco-íris negro, é, segundo o que uma amiga me disse, a nossa perspectiva social. cansamo-nos dum e passamos para outro sem esquecer o primeiro. :)