7.31.2008

mais violência nas mortes

Esta semana, em apenas dois dias, duas mulheres morreram vítimas de violência doméstica. Segundo João Lázaro, da APAV, não se pode afirmar que este tipo de crime tenha aumentado, nem tão pouco que há mais situações de violência doméstica, mas há mais violência nas mortes.
O governo britânico anunciou um projecto de lei que atenua a pena das mulheres que, depois de anos como vítimas de maus tratos, matem os maridos. Concordo inteiramente com o princípio deste projecto de lei. É uma forma real de pôr alguns atrasados mentais a pensar duas vezes antes da violência. Em Portugal devia fazer-se o mesmo.

12 comentários:

Carla disse...

em última instância também concordo com o princípio...uma forma drástica de prevenção!

bagaco amarelo disse...

carla, sim... só não lhe chamaria drástica. :)

Paula disse...

eu tb não lhe chamaria drástica acho-a mais que justa...sempre pensei nisso e sempre achei que se deveriam tomar medidas qto à pena dessas mulheres.
vamos a ver se o governo aprende alguma coisa....desconfio.

Fermelanidades disse...

E quanto aos gatos sodomizados?

Não vejo nada relativo a isso...

bagaco amarelo disse...

paula, não é bem o só o governo. qualquer grupo parlamentar pode apresentar um projecto de lei... eu acho que a esquerda podia apresentar um neste âmbito. ::

fermelanidades, os gatos sodomizados é mais em Fermelã.

Paula disse...

então esforça-te!

bagaco amarelo disse...

paula, é o que tenho feito. :)

Paula disse...

fixe!
:)

nando disse...

Permitir a vingança não diminui o sofrimento das vítimas.

An eye for an eye will make the whole world blind.
Gandhi


O facto de ter havido sucesso na prevenção e na condenação dos agressores não significa que possamos baixar os braços, desistir da justiça, e entregar as vítimas à sua própria sorte e capacidade (física e mesmo ética) de matarem o agressor...

ComoHacerElAmor disse...

Jamais vó comprender o hommen que Bate uma mulher , mais ñ poso acreditar que uma mulher possa ficar por tanto tempo do lado de um homem que da maus tratos....

Moura disse...

Este princípio não é solução, a meu ver. Como alguém disse em cima, é entregar as vítimas à sua própria sorte. Chama-se desresponsabilização. Matar em legítima defesa é legal, inclusive é do conhecimento publico uma mulher que foi absolvida por matar o marido que toda a vida a maltratou. Foi uma excepção,mas ao invés desta lei que foi aprovada em Inglaterra, dever-se-ia afastar os agressores das vítimas, entre tantas outras coisas.
Até porque as vítimas nem em condições de ripostar estão.
desta vez, não concordo contigo;-)

bagaco amarelo disse...

nando, não se trata de vingança mas de um enquadramento novo para a legítima defesa. :)

comohacerelamor, é como eu. :)

moura, esta lei ainda n foi aprovada. eu concordo contigo mas, por uma questão estatística, sabemos que há mulheres que matam o marido depois de anos de maus tratos, e vai continuar a ser assim, mesmo que não queiramos, por isso não vejo problema nenhum em encontrar um enquadramento jurídico que permita julgar isso como legítima defesa, até porque de facto é.
esse caso de que falas foi mesmo uma excepção. :)