7.21.2014

respostas a perguntas inexistentes (286)

Somos crianças até ao dia em que nos deixamos de apaixonar para sempre. Pelo menos comigo foi assim. Tornei-me adulto no dia em que me apaixonei com um calculismo minucioso, do género "na melhor das hipóteses isto dura seis meses". Durou dois. Nada mau.
Antes disso já me tinha apaixonado algumas vezes, sempre para sempre. Foi nesse período que algumas pessoas me tentaram informar da verdade do Amor, colocando-me uma mão no ombro e dizendo-me com alguma pena que o Amor nunca é para a vida. Ainda hoje acho que isso não se faz. Há coisas que tem que ser a experiência a ensinar-nos. Não um pai, com medo do nosso sofrimento.
Do pouco que sei é que um Amor é melhor quando é para sempre, mesmo que dure um só dia. Muito melhor do que um Amor a prazo que dura uma eternidade.

8 comentários:

Mar disse...

Ainda bem que sou uma criança no amor, neste contexto não quero crescer.

Mar disse...

Pensando melhor... sempre acreditei que o meu amor era para sempre, mas sempre fui calculista nas relações, impunha-lhes um prazo. Actualmente não há prazos definidos, ou é para "sempre" ou para "nunca". Isso faz de mim o quê?

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

Foi mais ou menos quando me disseram que o Pai Natal não existia...
O que é certo, é que continua a ser uma constante na nossa vida e motivo para sorrisos e alegria! ;)

Maria Mundo disse...

Ok.Decididamente gosto de te ler.
Abençoada formação!;)
É sempre bom sentirmos que não somos únicos na nossa forma de pensar.
E sim, concordo contigo quando dizes "Do pouco que sei é que um Amor é melhor quando é para sempre, mesmo que dure um só dia. Muito melhor do que um Amor a prazo que dura uma eternidade."
Vou levar comigo para partilhar e dar a conhecer este espaço onde se respira com o coração.
abraço

CónegoZ+ disse...

Estou ainda com a mulher com quem casei há 23, quase 24 anos... e estou ainda apaixonado. Graças a Deus!

Bagaço Amarelo disse...

Mar, faz de ti uma pessoa. :)

Maria Varredora Pau de Vassoura, o Pai Natal não existe?!?!?! :)

Maria Mundo, Obrigado. :)

CónegoZ+, de certa forma, agradeço cada vez que ouço alguém dizer isso. Ainda bem. :)

bruna de andrade disse...

há eternidades maiores que outras :)

Bagaço Amarelo disse...

bruna de andrade, exactamente. :)