8.15.2011

conversa 1815

(no meu carro)

Eu - Irritam-me um bocado, estes gajos que andam tão devagarinho que nos fazem andar com o focinho do carro colado à traseira deles.
Ela - Tem piada, a mim irritam-me os gajos que se colam atrás de mim.

15 comentários:

assenav disse...

boa comparação!

bagaco amarelo disse...

assenav, lol. :)

Fatyly disse...

olha lá o "quase nada" a funcionar e a dar cabo do teu sistema nervoso...quando assim é faz o que eu faço: encosto, dou-lhe espaço, respiro funco e com o "quase tudo" arranco:):):) agora colado? jamais... tenho pavor aos choques em cadeia:)

ana disse...

Tá certo. Lol.

hannah's disse...

- ahaha gostei, se bem que eu me encaixo mais na parte do "eu" e não do "ela" (;

Salsa disse...

as estradas são um sitio deveras engraçado ´e como a vida das pessoas encontramos la de tudo, por muita pressa que tenha quando encontro alguém a andar vagarosamente na estrada, penso sempre em como gostava de ser assim, pois acredito que quem anda devagar aprecia muito mais a viagem, na primeira oportunidade de o ultrapassar em segurança ultrapasso e olho para o espelho retrovisor onde o vejo a afastar de mim.
Ja adorei conduzir quando tinha 18 a coisa que mais queria era a carta para poder ir de carro, pois andava farto de conhecer sítios a pé e de transportes públicos, durante os primeiros anos de encartado devo ter dado duas voltas a Portugal ao volante do meu carro, quando comecei a trabalhar em que tinha que conduzir durante muitas horas seguidas comecei a perder o entusiasmo pela condução actualmente, nas minhas saídas tento sempre levar alguém comigo que tenha carta para poder conduzir o carro para poder ter a hipótese de admirar por onde passo.

PS. hoje nas noticias vi um Individuo de 37 anos de Leiria que fez uma viagem pela estrada panamericana, 20 países, 960 dias de viagem e 42.024Km de bicicleta, invejo a perseverança dele e adoraria fazer essa viagem.

Daisy disse...

Acredita que a segunda versão é bem pior, dos primeiros, livras-te num instante!

Lily disse...

Há sempre uma causa e uma consequência!

O Gato Preto disse...

Isso demonstra que já apanhaste a "doença". Podias aproveitar as férias cá em baixo para te curares dessa terrível doença chamada Lisbotonite que causa os seguintes sintomas:
Elevado batimento cardíaco quando em condução.
Irritabilidade geral quando dentro de um veículo.
Incapacidade cerebral de reconhecer os outros como seres humanos.
Daltonismo nervoso que faz com confundam o vermelho como vermelho, para quase verde.
Espasmos involuntários sobre a buzina enquanto esperam pelo quase verde.
Atrasadismo mental temporário quando descobrem que quando não conhecem as estradas fartam-se de fazer merda, embora quem vá de fora para Lisboa e não conheça bem leva logo com um "Filho da P**a" pelas ventas.
Enfim, durante este mês vocês são vistos por nós como os doentinhos de Lisboa, que nem conseguem estar de férias nem quando estão de férias, pelo menos atrás do volante.
Umas boas férias para ti, e COOL DOWN. Abraços

redonda disse...

:) Esta Ela é que está com razão, porque andar muito perto do carro da frente, mesmo que ele vá devagar, pode ser perigoso em caso de uma travagem brusca.

TM disse...

A mim irritam-me os dois....

bagaco amarelo disse...

fatyly, eu também tenho. :)

ana, :)

hanna's, :)

salsa, é o que eu faço, tento conduzir o menos possível: :)

daisy, mais ou menos... mas é verdade, sim. :)

lily, :)

gato preto, o que eu faço é não andar quase nunca de carro. mas às vezes tem mesmo que ser. :)

redonda, e eu não sei?! :)

tm, lol. :)

Malena disse...

Huuuummmm... Verei aí uma certa conotação sexual?? Eheheheh! :P

Helena disse...

Desculpa, mas desta vez sou mais ela ;)

bagaco amarelo disse...

malena, lol. :)

helena, na boa. nem precisas pedir desculpa. :)