10.21.2010

respostas a perguntas inexistentes (110)

Uma mulher tem inveja da própria sombra que se estende pela textura petrificada dos passeios da avenida. Está deitada, a sombra, e ela também queria estar. Na verdade era o que ela mais queria, que tem acumulado o cansaço dos dias num corpo cada vez mais fraco. Até a sua cabeça já só funciona em piloto automático. Agora olha para a sua própria sombra com inveja e esse é apenas mais um pensamento automático.
Um homem tem inveja da própria sombra que na parede vazia da sala fuma um cigarro descontraído. Ele também fuma um, só que preocupado e trémulo perante a incerteza dos dias. Tem acumulado essa incerteza numa dívida crescente que não consegue pagar, numa janela onde a chuva e o Sol não se decidem e, mais do que tudo, numa mulher cujos beijos da vida foram encolhendo até hoje de manhã, momento em que se despediu apenas com a timidez duma palavra: tchau.
Ela tem a tristeza do passado, pelo menos é o que acha. Ele tem a tristeza do futuro, pelo menos é o que acha. Ambos têm a incerteza do presente, pelo menos é que acham.
O que ambos acham também, é que a vida se cansa do amor quando o amor se cansa a si mesmo. Talvez logo à noite as suas sombras se possam tocar antes deles próprios o fazerem. Num beijo lento, numa mão dada ou noutra coisa qualquer. Às vezes é melhor assim.

12 comentários:

Anónimo disse...

Triste, infelizmente real.
Beijo x
P.s.

André C. disse...

Adoro o que escreve.

redonda disse...

Gostei (do jogo e imagem das sombras, da história, de como termina)

bagaco amarelo disse...

anónima, não é para ser triste... :)

andré, obrigado. :)

redonda, obrigado. :)

Anónimo disse...

Então se calhar era eu que estava triste e senti assim...
beijo x
P.S.

bagaco amarelo disse...

anónima, é uma possibilidade. :)

Fatyly disse...

O que fomos, o que somos e o que seremos...no dilema sempre difícil de uma ligação amorosa que terminou...é, é tal e qual "às vezes é melhor assim"!!!
Gostei imenso!

bagaco amarelo disse...

fatyly, pode não terminar, apesar de tudo. obrigado. :)

Anónimo disse...

A vida é estranha.

Os corações humanos são estranhos.

E a existência é um mistério.

Mas... Quê importa?

Só temos essa vida. Ela não pode ser desperdiçada.

:*

bagaco amarelo disse...

anónimo, exacto. :)

Marta disse...

Lindo texto!
Mas a verdade é que uma mulher tem inveja da própria sombra porque ela é muito mais magra e não tem rugas. E mais teria, se a sombra fosse rica. :-)

bagaco amarelo disse...

marta, lol. :)