4.04.2012

respostas a perguntas inexistentes (203)

das coisas que eu não percebo em mim

Merda de microondas. Acabei de queimar a língua. Todas as manhãs é a mesma coisa: ou aqueço demasiadamente o leite ou tenho que o beber frio. Dantes, quando o punha num fervedor de metal e o aquecia no fogão a gás, nunca falhava. Sabia exactamente qual a temperatura a que estava só de olhar para ele. Agora, com o microondas, é todas as manhãs um stress. O que eu não percebo em mim, é porque é que tendo o fogão a gás mesmo ao lado do microondas, insisto em usar este último todas as manhãs.
Há mais coisas que eu não percebo em mim. Todas as manhãs, todos os dias, todos os meses, todos os anos. Por exemplo, saber que a Primavera gosta de entrar pelas janelas da minha casa e, mesmo assim, nunca as abrir mal a vejo do outro lado dos vidros. Vejo-lhe a luz, não lhe sinto cheiro.
Movimento-me assim, num colete de hábitos que tem como único objectivo fazer com que o tempo passe por mim sem que eu passe por ele, até ao segundo exacto em que me dou conta disso mesmo. Por exemplo, de que a pessoa que eu Amo e que está ali ao meu lado, não é apenas uma sombra de todos os dias, de quem me vou despedindo todas as manhãs para depois cumprimentar à noite com um beijo na boca sem sabor.
São dez horas e dezasseis minutos dum dia qualquer primaveril. Raspo três vezes um fósforo na respectiva caixa para acender um dos bicos do fogão. Faz-se fogo, faz-se luz. Aqueço o leite enquanto abro as janelas de casa e corro para a porta para beijar de novo a minha companheira. Mais prolongadamente, desta vez, e com um "Amo-te!" à mistura. A minha vida é uma das coisas que eu não percebo em mim.

10 comentários:

Estudante disse...

:D quebrar a rotina, livrarmo-nos dos nossos hábitos rotineiros!

Josh Gottam disse...

Somos, digo eu, todos, criaturas de hábitos. Nem sempre os melhores, mas não há grande volta a dar... :)

Bagaço Amarelo disse...

estudante, exacto. :)

josh gottam, concordo, mas acho que há volta a dar. :)

maria madeira disse...

Chegar à conclusão que a nossa vida é algo que não percebemos em nós, já é um pequeno grande passo para a mudança.

Carmo disse...

Gestos mecanicos, agimos sem pensar, sem sentir.

Mas qt ao micro é fácil, tens que ter uma tampa adquada que tapa tudo o que aqueces. Desde que comprei a tampa própria para micros nunca mais me aconteceu o que descreveste.

Bagaço Amarelo disse...

maria madeira, exacto. :)

carmo, :)

Estadista de Algibeira disse...

O hábito é o melhor amigo das minhas manhãs... Embora, seja óptimo quando há tempo para fazer as coisas de uma forma diferente...

Bagaço Amarelo disse...

estadista de algibeira, na verdade também tenho hábitos de que gosto e de que preciso: :)

Fatyly disse...

Há que saber largar o "colete de hábitos" mudando-os todos os dias, um exercício saudável porque se assim não fôr só nos faltará a coleira:)

Bagaço Amarelo disse...

fatyly, exacto. :)