10.28.2011

uma exigência


Uma das piores coisas que já me aconteceram na vida foi perder os meus amigos. Alguns perdi porque já morreram, outros perdi porque simplesmente deixei de os ver da forma mais violenta possível. Um dia disse-lhes "até amanhã" e nunca mais lhe pus a vista em cima. Não foi de propósito, mas o tempo fez com que isso acontecesse.

A diferença entre perder um amigo e perder um Amor é que perder um Amor dói mais no início, perder um amigo dói mais depois. Perder um Amor é levar uma sova, perder um amigo é empobrecer devagar. A razão é simples. O Amor tem um lugar que pode ou não estar ocupado. Quando esse lugar está desocupado, sentimo-nos mal e procuramos ocupá-lo. Para a amizade não há lugares nem numerus clausus, o que faz dum amigo alguém que não podia ser outra coisa senão isso mesmo. É que um Amor ocupa espaço, uma amizade não.

Acho que foi por isso que, com a idade, passei a exigir Amizade ao Amor. Por muito que ele estrebuchasse, e fê-lo várias vezes, se não viesse dividir uma garrafa de vinho e uma conversa comigo de vez em quando, acabava por deixá-lo. Por isso é quando a semana passada a Raquel me disse que tem a sorte de namorar com um amigo, eu pensei que não é sorte. É uma exigência da idade. Ainda bem.

24 comentários:

Maria disse...

Todos os amores, deviam ser também amigos.

Fábio Martins disse...

Isto é muito verdade.

bagaco amarelo disse...

maria, deviam... mas não são. :)

fábio martins, :)

Só sedas disse...

"Perder um amigo é empobrecer devagar". Adorei a frase.

Anónimo disse...

Muito bom! Adorei.

Bem escrito.

EJSantos

Tanita disse...

Que lindo texto.
Assino em baixo.

Cláudia L. disse...

Adorei este texto e todo o sentido que ele carrega. Clap clap! :)

Rui Pi disse...

Para os amigalhaços, namorar com um(a) amigo(a) é demasiada lamechice. Quase como se Amor fosse trabalho e Amizade fosse conhaque. Mas só quem passa por isso é que sabe que não há nada que substitua um namoro com um(a) melhor amigo(a). É conhaque a dobrar e nada de trabalho.

bagaco amarelo disse...

só sedas, :)

ejsantos, :)

tanita, obrigado. :)

cláudia l, obrigado. :)

rui pi, exactamente. :)

redonda disse...

Gostei e concordei com tudo (excepto de que seja só uma exigência da idade)

memyselfandi disse...

Pá! Brutal ao quadrado! =)

Francisco Castelo Branco disse...

não acho que todos os amores deviam ser amigos...

o amor é um sentimento muito forte, bem melhor que a amizade.

é para a vida inteira.

a amizade nem tanto

Suspiros disse...

Tem um sentido incrível este texto e por isso o facto de me fazer pensar no meu futuro, na minha idade futuramente.

P.

Carmo disse...

Pois... eu e o pai das minhas filhas somos amississimos... e acredita que apesatr da separação o Amor não se foi, é esquisiiito!

E vemo-nos todos os dias, assim não é possivel 'moving on' for me.

:|

Anónimo disse...

Já não vinha aqui faz algum tempo... verifico que continuas a escrever lindamente.
Parabéns
Marina

LM disse...

Bagaço, posso roubar para o meu Facebook? Amei o texto, de tão justo comigo e com alguns amigos que perdo pelo caminho. (Like a gloove)

Menina M disse...

Identifico-me nas tuas palavras.
E quando o teu Amor é o teu Melhor Amigo o golpe é tão doloroso que deixas de acreditar. Que preferes não sentir. Que pensas que nunca vai passar. As memórias a apagar são demasiadas.
Mas depois o outro Amor - o próprio, o teu, o EU - grita e esse, tem que ser sempre maior e melhor do que os outros todos juntos.
Ultrapassas o intolerável e brindas a ti, contigo mesmo.
M

bagaco amarelo disse...

redonda, :)

memyselfandi, :)

Francisco Castelo Branco, por acaso tenho a opinião inversa. o Amor não costuma ser para sempre. A amizade sim, costuma. :)

suspiros, :)

carmo, a minha amizade também não se foi com a minha ex. o Amor foi-se. :)

marina, obrigado. :)

lm, só te agradeço. :)

menina m, boa. é isso mesmo. :)

xarmus disse...

Muito bom... quando o amor dura muitos anos, a amizade é inevitável.

bagaco amarelo disse...

xarmus, exacto. :)

Fatyly disse...

Finalmente que alguém me dá razão: no amor deverá existir sempre a amizade.

Adorei e sorte para os dois

bagaco amarelo disse...

fatyly, :)

Marga disse...

adorei, adorei o texto. identifiquei-me tanto... fantástico. tomei a liberdade de o publicar no meu blog, claro que com a devida identificação de autor.

soberbo! e desculpe o abuso mas amei, mesmo.

bagaco amarelo disse...

marga, eu agradeço a simpatia e também a divulgação. :)