10.24.2011

pensamentos catatónicos (262)

as estações do ano

Ouvi esta semana uma mulher queixar-se do tempo. Dizia ela que os dias ainda pareciam de Verão apesar do Outono ter chegado há um mês. O tempo é um dos nossos melhores amigos, já que nos queixamos dele por tudo e por nada. Queixamo-nos quando está bom tempo e era suposto estar mau, queixamo-nos quando está mau tempo e era suposto estar bom. Até nos queixamos quando o tempo está assim assim, porque é suposto nunca estar. Hoje choveu e por coincidência tornei a vê-la no  mesmo café. Estava a queixar-se da chuva intensa. Enfim, o tempo é como o Amor. Nunca está como queremos mesmo que esteja bom.
Tem piada, porque o maior problema do Amor é precisamente esperarmos que ele seja como as estações do ano: que surja a dias certos. É por isso que se diz dum homem feito, aquele que já estudou tudo o que tinha para estudar, que está na altura de ir trabalhar, arranjar casa, carro e casar. Como se houvesse uma altura para um homem se apaixonar. Não há, ou melhor, até há mas é a vida toda. Por isso é como se não houvesse.
Não sei quantas pessoas das que já morreram neste mundo desperdiçaram a vida por causa desta mania, mas tenho a sensação que foram muitas. Talvez a maior parte. Eu diria que todas aquelas que casaram no dia certo porque tinha que ser, e depois acabaram os dias a pensar como seria ter vivido com outra pessoa qualquer. Enfim, a queixarem-se do tempo que nunca chega a horas certas...

11 comentários:

Fatyly disse...

O povo português da metrópole :) é insatisfeito, lamechas e queixinhas numa de nham, nham... e tudo passa na vida sem darem o devido valor, daí eu raramente olhar para o passado e mal recordo apenas o que valeu e mal acordo, mexo o dedão e penso...Ôpa acordei para mais um dia...vamos à luta:):)

Tu tens a sensação...e eu tenho a certeza que passaram e passam a desperdiçar a vida!

bagaco amarelo disse...

fatyly, :)

Daisy disse...

Eu já perdi muitas coisas por causa desta história do tempo, mas Felizmente acho que estou a acordar a tempo =)

Anónimo disse...

A propósito, sugiro-te o livro "Berta a Grande" de Cuca Canals. Algo me diz que irias gostar, da sinopse retiro esta parte, pode ser que te desperte o interesse
"Este romance é uma crónica passional, irónica, meteorológica e muito pouco lógica"
CR

bagaco amarelo disse...

daisy, é sempre tempo. :)

cr, obrigado. para ser sincero nunca ouvi falar. :)

Carmo disse...

São formatações... só as segue quem quer. Mas dp não se queixem.

:)

Anónimo disse...

Faz um favor a esta tua seguidora deste, e só deste, teu blog e lê o livro, é pequenito.
CR

bagaco amarelo disse...

carmo, lol. eu cá queixo. :)

cr, não me esqueço. :)

Tamensil disse...

Eu gosto deste tempo!^^
Já lhe andava a sentir a falta...
Também gosto do sol e do calor, mas acaba por fartar.
Talvez o mundo, relativamente ao amor e as condições climáticas, se divida em dois grupos de pessoas: as que nunca estão satisfeitas e as que estão temporariamente.
**

Anónimo disse...

cada tem aquilo que escolhe para si próprio!

bagaco amarelo disse...

tamensil, deve andar por aí, sim. :)

anónimo, nem só... mas também. :)