9.11.2009

conversa 1319

Ela - A rotina e a paixão não podem andar juntas. Se isso acontece a rotina acaba por destruir a paixão...
Eu - Eu até posso concordar com isso. Só me pergunto às vezes porque é que a paixão nunca destrói a rotina...
Ela - Porque nós precisamos da rotina. Dependemos dela para viver. Só não podemos é deixar que a paixão se imiscua nessa rotina...
Eu - Também precisamos da paixão para viver, não precisamos?
Ela - Aprendemos mais facilmente a viver sem paixão do que sem rotina, acho eu.
Eu - Hum... isso parece ser uma fatalidade.
Ela - Também se pode fazer o que eu faço actualmente...
Eu - E o que é?
Ela - Mantenho a minha rotina diária e misturo facilmente nela a paixão. O que é, já sei que a paixão se acaba mais tarde ou mais cedo e preparo-me psicologicamente para isso. No fundo habituei-me a mudar de namorado e já não me importo de o fazer.
Eu - Aprendo muito a falar contigo, por acaso...
Ela - Mas não devias. Só ensino coisas más...
Eu - Vamos beber uma cerveja?
Ela - Sim... beber cerveja é uma rotina apaixonante.

15 comentários:

Sávio Fernandes disse...

Conclusão: rotina dela=mudança de parceiro.

Se eu defendesse isso perto de algumas pessoas que conheço teria de fazer fisioterapia para o resto da vida.

Abraço. (:

Li disse...

Esta conversa foi apaixonante. :)

Giovana disse...

Boa, Sávio!

Rotina = mudança de parceiro!

Será que uma hora não cansa, não? Afinal, é rotina! Aí, apaixonar-se torna-se uma rotina, mas a rotina destrói a paixão...

Portanto, a paixão destrói a paixão...

Ih! o.O ...

bagaco amarelo disse...

sávio fernandes, sim... acho que ela fala também da rotina em geral e, não sendo maniqueísta nesta questão, compreendo-a... mas de facto acho que às vezes preciso de terapia. :)

li, por acaso foi... :)

bagaco amarelo disse...

giovana, outra fatalidade, :)

Paula Raposo disse...

Muito interessante este diálogo!!

bagaco amarelo disse...

paula raposo, é sim... diz-nos respeito a todos. :)

a Trofa tem cozinheira disse...

FIQUEI TAO TAO CONFUSA!!!! o.o

memyselfandi disse...

Fizeste a pergunta que eu mesma faria "Porque é que a paixão nunca destrói a rotina?". Tu sabes? Eu acho que é porque uma das partes não quer...

bagaco amarelo disse...

as trofa tem cozinheira, eu sou confuso por defeito... :)

memyselfandi, hum... eu acho que é por causa da nossa organização política... por trabalharmos demais, por exemplo. :)

Anónimo disse...

há um estudo cíentífico sobre estas questões... ao que parece, chegou-se à conclusão que o estado/quadro (alterações que ocorrem ao nível do funcionamento do Sistema Nervoso Central) psicofisiológico que decorre/é correlato do sentir-se apaixonado, não pode durar mais do que 6 meses, pura e simplesmente pq o nosso cérebro não aguenta esse estado de excitação por mais tempo. Hum... rotina? cérebro? filosofias? psicofisiologias? pseudo-ciências?

Alex

*flor* disse...

Esta deve ser a mulher mais sensata que encontrei nas tuas conversas e a menos parecida comigo.

beijo*

bagaco amarelo disse...

Alex, sim... também já li isso... acho que isso se resume aos factores biológicos e não aos culturais... :)

flor, :)

Princesa Bé disse...

mais uma voltinha... mais uma rodada... de rotina

bagaco amarelo disse...

princesa bé, :)