9.09.2009

até que lhes caiam as calças...

Nadil Adib, uma jornalista sudanesa que escreve para o jornal de esquerda Al-Sahafa, foi condenada a pagar uma multa de 140 euros (ou pena de prisão) por usar calças. No Sudão, por decreto de lei do actual presidente Omar el-Béchir, as mulheres não podem usar calças desde 1991.
Outras mulheres, presas pelo mesmo motivo, foram já chicoteadas.
Omar el-Béchir apoia desde 2003 as Janjawid, milícias responsáveis pelo genocídio de um número incalculável de pessoas na região do Darfur, onde por pressão política da China, a ONU ainda não fez uma intervenção a sério. Já agora, a China, de que o Partido Socialista e o Partido Comunista Português tanto gostam, tem aumentado o seu volume de negócios com o Sudão.
É claro que o problema de Nadil Adib não é poder usar ou não calças. É também claro que ela não enfrenta apenas uma lei ridícula e um punhado de polícias, enfrenta uma enormidade de interesses instalados. Até que lhes caiam as calças...

7 comentários:

Stiletto disse...

Há realidades muito tristes. A ver se não batem à porta dos meus netos, que ao ritmo a que os nuçulmanos se reproduzem, a um prazo não assim tão distante Europa será deles.. :-S

bagaco amarelo disse...

stiltto, os muçulmanos não são assim por definição. os regimes opressivos, islâmicos, cristãos ou judeus é que são. :)

Stiletto disse...

É verdade. Mas também é verdade que os países muçulmanos são pródigos em atrocidades contra as mulheres. Não quero dizer com isto que não haja muçulmanos bons, porque os há. Da mesma maneira que há cristãos perversos ou ateus maus ou judeus xenófobos.
O ser humano é pródigo em atrocidades.

memyselfandi disse...

Eles têm é medo que passem a ser as mulheres a "vestir as calças" por lá :)
Será que elas por lá nunca pensaram em queimar uns sutiãsitos? Já resultou noutros lugares...

P.S. O assunto é de uma violência chocante e, por isso, sério. Ao mesmo tempo tão sem-cabimento no que diz respeito aos direitos do ser humano que só apetece mesmo é ridicularizar...

bagaco amarelo disse...

stiletto, tens razão, sim... mas eu acho que isso é mais uma questão politica, que usa a religião como falsa justificação para a manipulação de massas... :)

memyselfandi, sim.... isto é duma violência enorme. :)

Olga disse...

Eu sempre achei que a fé das pessoas na religião é uma espécie de conforto, um meio de apaziguar os problemas e preocupações da vida. Até aqui tudo bem, cada um tenta viver o melhor que pode ou que sabe. O que não compreendo é o facto de "ao abrigo da religião" se cometerem tantas atrocidades.

bagaco amarelo disse...

olga, concordo... a separação da política da religião é essencial... :)