8.31.2009

pensamentos catatónicos (189)

Passei este fim de semana junto ao Observatório Astronómico e da Natureza António dos Reis, em Miranda do Corvo, a fazer uma visita à floresta circundante e depois, durante a noite, a olhar para o céu através de telescópios. Primeiro acompanhado por um botânico e depois por astrónomos. É tão grande a sensação de pequenez quando percebemos o nosso real lugar no universo que acho que só é comparável à pequenez que sentimos quando o amor nos desilude. Ao pensar nisto cheguei à conclusão que uma mulher pode ser o nosso universo.

20 comentários:

Fenix disse...

Que pensamento tão... não sei como lhe chamar :-))
Era bonito senão fosse pela razão que é... desilusão de amor!

Ca Delicious disse...

Oh pá tão querido! :) E não é que muitos homens deviam chegar à tua conclusãO?

moi chéri disse...

Tão bonito bagaço, não porque é poético, mas porque é real.

memyselfandi disse...

Bem! Põe "deep" nisso!:)Mas, olha, é igual quando ao contrário. Sentimo-nos igualmente pequeninas e um homem também pode ser o nosso universo...

Paula Raposo disse...

Achas?!! Está bem.
Beijos.

A Tela disse...

Qualquer pessoa pode ser o nosso Universo, mas penso que o ideal será nós próprios sermos o Nosso Universo.

GiGi disse...

Assim como um amor pode nos devolver a vida :-)

Anónimo disse...

Um homem também pode ser o nosso universo, e isso não é nada bom... pelo menos na fase em que eu estou :P

Patrícia Pinto disse...

Um Amor pode ser verdadeiramente um Universo; o pior dessa realidade é que quando o amor vai embora toda a gravidade caí em cima de nós e já nada volta ao seu lugar...

Joana disse...

E o homem também!

Myosotis disse...

pensamento tão sublime quanto o tamanho do universo :)

bagaco amarelo disse...

fenix, a desilusão é mesmo do amor... e não da pessoa. :)

ca delicious, a credita que chegamos todos... ou quase. :)

moi chéri, bem real, sim. :)

memyselfandi, o encontro de universos pode ser fantástico. :)

paula raposo. acho... lol. :)

a tela, eu por acaso prefiro que seja outra. :)

gigi, exactamente. pode sim. :)

anónima, já estive nessa fase... acho eu. :)

patrícia pinto, já pensei como tu... agora acho que tudo pode voltar ao seu lugar, sim... :)

joana, ainda bem. :)

myosotis, :)

memyselfandi disse...

De facto! O encontro de universos seria o ideal. Mas nunca acontece! "It's a four letter word"!:)

bagaco amarelo disse...

memyselfandi, às vezes, raramente, acontece. :)

Anónimo disse...

São os 400 anos das Observações de Galileu.

O espaço é a derradeira fronteira da Engenharia e do saber. Onde a tecnologia é explorada até aos seus limites e onde a necessidade de novos produtos surgem.

E para os menos informados Portugal está bem no topo do moviemento astronomia2009. http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_Russo

bagaco amarelo disse...

anónimo, abraço. :)

verainacio disse...

"Ao pensar nisto cheguei à conclusão que uma mulher pode ser o nosso universo."
Ena! nem vou ler os outros comentários... só porque esta foi assim a modos que "CABUMMMM"... valente murro no estômago... Sim senhor, ainda "os" fazem com alma.

;)

bagaco amarelo disse...

vera inacio, fazem-nos a todos assim... :)

Red disse...

eu andei tão embrenhada nas minhas obras que nem tive tempo de te ler.. mas isto eu comento já: MIRANDA DO CORVO É GRANDE. ou não fosse eu de lá xD

bagaco amarelo disse...

red, é bonita, sim... :)