8.26.2009

conversa 1307

Ela - Não sei lá muito bem o que é que queres dizer com isso de seres socialista...
Eu - Isso é por causa da História.
Ela - Que História?
Eu - Da História. O século passado alterou o significado de Socialismo por causa dos erros cometidos na União Soviética, na China, em Cuba e assim... acho que o desafio hoje é precisamente esse: devolver o significado verdadeiro à palavra Socialismo que, aliás, é extremamente simples...
Ela - Pronto, está bem, está bem... agora cala-te. És tão chato quando começas com essas coisas...
Eu - Tu é que perguntaste.
Ela - Às vezes pergunto só para te fazer a vontade... mas hoje não consigo mais, está bem?

26 comentários:

Nirvana disse...

A que horas foi essa conversa? :)))

bagaco amarelo disse...

nirvana, um pouco depois da meia-noite. :)

GiGi disse...

Hummm já sei... É a mesma moça da novela! E você foi até lá visitar, eheheh

bagaco amarelo disse...

gigi, boa. :)

Hyndra disse...

lolololol

Patrícia disse...

Epá... concordo com ela
:P

bagaco amarelo disse...

hyndra, :)

patrícia, lol. :)

Reporter Da Vida disse...

Isto é tudo verídico? Looool

Bichana disse...

Os intelectuais de vez em quando são pessoas um tanto ou quanto chatinhas, concordo, lol

bagaco amarelo disse...

repórter da vida, :)

bichana, e eu, pelos vistos, consigo ser chato sem ser intelectual. :)

Salseira disse...

Concordo contigo quanto ao Socialismo.

bagaco amarelo disse...

salseira, :)

Princesa Bé disse...

ela é um pouquinho básica, né? ou então é o efito pós-telenovela :-)

memyselfandi disse...

Parece-me que vejo por aí uma tendência para "burratizar" (ai mãe que palavra!) o mulherio... Bem, bem! ;)

A Tela disse...

As mulheres a quererem ser umas "queridinhas", perguntando coisas que não lhes interessam puto e homens a exporem questões filosóficas interminaveis...isso não se faz!

Sofá Amarelo disse...

Até porque parece que pela Constituição da República Portuguesa, Portugal ainda vai 'a caminho do socialismo'. Ou será que já alteraram isso? Bom, como um homem nunca pergunta nada (nem quando está perdido no pólo norte quando queria estar no Equador) vou ficar com esta dúvida existencial até ter pachorra para ir à net ver...

Forte abraço!!!

José Henriques disse...

Dizer que Cuba e a URSS mudaram o significado de socialismo é errado, na realidade nesses países existia socialismo, podiam falhar as liberdades de expressão e de opinião (e falham) criando num regime totalitarista, mas a realidade é que os princípios básicos do socialismo estavam lá.
Eu compreendo que para o BE é simples ligar a desvirtuação do socialismo a dois países marcadamente comunistas, mas quero lembrar que na criação do BE estão grandes militante de influencias maoistas, trotskistas e Estalinistas, e outros que nem devem saber o significado destes istas. Eu gostava de ver no BE uma real e verdadeira força de esquerda, infelizmente apenas vejo um grande grupo de homens e mulheres assentes em bases mal formadas, em que apregoam coisas que não são, e que mais tarde ou mais cedo se vão mostrar o porquê de afinal serem apenas um partidinho de esquerda sem ideais capaz de ser o que for preciso, qual camaleão, para conseguir um governo.
Basta ver o caso de Salvaterra de magos onde depois de anunciaram que não há corrupção no BE a candidata foi acusada mas continuou a ser apoiada. Coerência meus amigos, o socialismo é manchado por aqueles que o usam como forma de chegar ao poder, esquecendo-se do seu significado assim que tomam as rédeas do país.

bagaco amarelo disse...

princesa bé, não é básica. só não se interessa por política o que, na minha opinião, também é mau. :)

memyselfandi, olha que não, olha que não... :)

a tela, não se faz, não. :)

sofá amarelo, a constituição portuguesa é cada vez menos socialista, desde as alterações iniciadas pelo Cavaco com a introdução estratégica da palavra tendencialmente... :)

josé henriques, é verdade que no que diz respeito à Economia, a URSS tinha uma sociedade de pleno emprego, por exemplo, e isso é um princípio socialista. Se considerarmos campos de trabalho forçado emprego, claro. Eu não considero e por isso também não considero a URSS socialista.
Folgo ver que o Bloco de Esquerda deixou de ser um partido pequeno e que, até aos leitores deste blogue blogue, já inspira cuidados. É positivo na minha opinião.
Quanto a aspectos negativos do Bloco, e porque sou aderente, garanto-te que conheço muitos mais do que tu, meu amigo, e talvez piores do que o caso de Salvaterra de Magos. Sei que não há partidos perfeitos... mas também sei que o Bloco é o partido que mais se aproxima da minha ideia de socialismo. Se algum dia o deixar de ser garanto-te que sou o primeiro a deixar o partido...
Quanto ao facto de só veres no Bloco um grande grupo de homens e mulheres assentes em bases mal formadas olha... vês bastante mal. :)

Nirvana disse...

Está explicado, Bagaço. Isso não é hora para política :)

bagaco amarelo disse...

nirvana, é sempre hora... ou quase... :)

Otário disse...

grrrrrrrrr...
eu gravava a minha voz com a explicação e dava-lhe a ouvir todos os dias ao acordar, só pa atacar...

José Henriques disse...

Os Gulags eram campos de trabalhos forçados que serviam de prisões, desvirtuadas para prisões essencialmente politicas no Estalinismo. Mas se formos a ver, a forma de aprisionamento que se passa em Call centers e outras prisões de trabalhos forçados como os gulags, se bem que encobertos na democracia frouxa onde se vive. Ok, uma comparação exagerada.
Eu não tenho medo do Bloco de esquerda enquanto militante, tenho medo do bloco de esquerda enquanto cidadão informado, enquanto cidadão que vê no bloco de esquerda a hipótese de coligação com o PS e a continuação destas politicas de direita. Eu tenho a certeza do que nos distingue do BE e das outras forças politicas, somos de esquerda, socialistas, vivemos do trabalho, apoiamos as pessoas nos locais de trabalho, apoiamos os jovens nas escolas, lutamos pela justeza social em todos os sítios, sem embandeirar em arco e sem necessitar de ser ano de eleições. É isso que nos distingue, é isso que faz de nós melhores.
É por isso que somos nós que estamos onde vocês dizem estar.
É bom que tenhas essa noção de socialismo, alguém dentro do BE que o tenha.
E a questão da URSS tens muitos militantes fundadores do Bloco que era apoiantes do Leninismo e do Estalinismo, agora que estão no partido do "Bué da Fixe", perderam os ideais?

bagaco amarelo disse...

otário, ena... isso não é tortura? :)

josé henriques, concordo com a tua aproximação entre os gulags e a forma de escravidão encoberta nesta democracia frouxa (agora chama-se democracia de baixa intensidade).
Quanto à hipótese de aproximação entre o BE e o PS, garanto-te que isso não vai acontecer. O programa eleitoral do BE e a moção vencedora do último congresso mostraram bem isso. Se numa hipotética maioria relativa do PS nas próxima eleições, o BE se coligasse ao PS, eu seria o primeiro a abandonar este projecto político e garanto-te que não o faria silenciosamente. Acho que toda a esquerda deve trabalhar unida mas o PS não é, definitivamente um partido de esquerda e por isso é para ser banido.
Quando digo que sou socialista só o digo por causa de Marx e não por causa de Estaline, Lenine, Trotski, Mao ou outro qualquer. É verdade que há no Bloco quem o faça mas isso não é um problema desde que siga os estatutos do partido (mais democráticos que noutro partido qualquer). É até salutar essa discussão.
Quanto ao partdo "bué da fixe" percebo o que queres dizer mas isso não passa de um preconceito que eu, que conheço bem o Bloco, não engulo. Os partidos de esquerda são muito vítimas de preconceitos (o PCP também o é) e era bom que pelo menos entre eles isso não se alimentasse.

Rita. disse...

Interessante esta conversa, não a do post (dsclpa bagaço) mas a conversa com o josé henriques. Muito podia ser dito acerca do que foram as maiores ideologias teorizadas nos séculos passados e a sua aplicação na realidade. Não consigo encontrar um caso onde não tenha havido desfasamento. E sim, como o Marx teorizou o socialismo nunca foi aplicado, mas a verdade também é que o amigo Marx se esqueceu de vários pormenores quando idealizou um sistema, que na teoria, se considerarmos conceitos de igualdade, justiça social etc, pode ser considerado, se não perfeito, quase.
E a Social Democracia na sua génese quem pode negar também que não é quase perfeita?
e depois a realidade do século XX e do século XXI, os BEs, os PSs, os PSDs.. e a morte das ideologias, mas isso não é só em Portugal. Globalização e uma série de outros fenómenos também fazem parte da equação e o mundo mudou muito, e muda cada vez mais depressa do que alguma vez aconteceu. E é melhor parar de escrever que isto já vai muito longo.

Pipi disse...

E que tal sair com miúdas mais cultas, ou no mínimo, interessadas e aprender??

bagaco amarelo disse...

rita, tens razão quanto à globalização e à morte das ideologias. No entanto Marx foi o primeiro homem do mundo a favor da globalização, já que partiu do princípio que o socialismo precisava dela. Apenas tinha uma ideia um pouco diferente da globalização.
O BE é um partido ideológico, mal ou bem mas é, e ao contrário do que dizem os teóricos neoliberais como Fukuyama ou Milton Friedman, o socialismo de Marx é mais recente que todas as vertentes do capitalismo. É verdade que é preciso contextualizar a maior parte da obra de Marx, mas também é verdade que, para quem a conhece bem, isso faz sentido e é possível. :)

pipi, lol... eu também não sou nenhum especialista... :)