5.19.2008

pensamentos catatónicos (133)

Tenho quase a certeza que se me conhecesse hoje, à mesa dum café qualquer, e trocasse uma ou duas palavras mais sérias comigo, não ia gostar de mim. Provavelmente ia pensar qualquer coisa como "este gajo é parvo" e depois arranjava uma desculpa para me ir embora. Deixava-me sozinho com os meu pensamentos para os quais já não há paciência.

11 comentários:

Pax disse...

Se tens tanta certeza assim, evita conheceres-te num café e trocares palavras sérias contigo.
:)
Agora a sério: também é bom conhecer pessoas que têm consciência do seu lado lunar e não se importam de o mostrar.
... Se bem que não antes da 3ª frase :)

bagaco amarelo disse...

pax, o azar é que me encontro sempre, quando vou tomar café. :)

Pax disse...

Tens de mudar de hábitos, então.
Começa a ir tomar chá... por exemplo.
;)

bagaco amarelo disse...

pax, chá só consigo beber em casa. no café sabe-me mal. :)

Anonymous disse...

Marca o encontro num jardim! ;)

bagaco amarelo disse...

anónimo, é boa ideia, por acaso... gosto de jardins, de estar sentado num banco a pensar. o pior é se passa uma giraça à minha frente... lá se vai a concentração. :)

PE disse...

sei o que é isso;
entretanto descobri que tem o seu lado positivo;
uma certeza relâmpago que é preciso desaparecer, para depois voltar outro.
saudações

redonda disse...

Como é que isso é possível?
Deves ser imensamente exigente!

bagaco amarelo disse...

pe, saudações e um abraço de solidariedade. :)

redonda, é imensamente exigente. :)

Vulcão disse...

Pensas assim porque és homem. As mulheres têm uma quase infinita capacidade de fazer prolongar a paciência, quando lhes convém.
Posto isto, há sempre alguém que convém a outrem e tu não és excepção, a avaliar pela quantidade de conversas (ir)reais que vais mantendo com as mulheres que se cruzam no teu caminho ;)

bagaco amarelo disse...

vulcão, parte deste comentário vai já ali pró lado. :)