5.19.2008

o pessoal passa-se

Um sargento do Exército dos Estados Unidos foi retirado do Iraque por ter praticado tiro ao alvo com uma cópia do Corão. A conclusão que tiro disto é: podem acertar em pessoas inocentes à vontade mas em livros é que não. O pessoal passa-se...

8 comentários:

Pax disse...

Menino, há que ver as diferenças!
Matar um árabe é lutar contra o terrorismo... acertar no livro é atentar contra a liberdade religiosa de cada um! É grave!
Vê lá se aprendes!
:)

bagaco amarelo disse...

pax, está aprendido. :)

that's all folks disse...

estes sargentos são os templários contemporâneos... e isso era apenas um novo ritual para despertar a kundalini...
mais um ser incompreendido... tadinho... e só um pequeno reparo, bagaço... não há inocentes... só infiéis!! lol

bagaco amarelo disse...

that's all folks, serem infiéis quer dizer que se andam todos a papar uns aos outros nas costas dos maridos e das mulheres, não é? :)

that's all folks disse...

lol também, sim! há esses tipo de infiéis e há os infiéis a cristo. eu sou mais os do segundo grupo ;) ih ih ih

bagaco amarelo disse...

that's all folks, não sabia que o teu namorado se chamava Cristo. :)

that's all folks disse...

lol lol lol
Ass: Judas (o verdadeiro namorado de cristo)

bagaco amarelo disse...

that´s all folks, consta que isso já é má língua, pelo menos Cristo queixava-se da língua de Judas. :)