9.15.2007

lá em cima há estrelas sem fim...

1] Em Agosto comprei uma Nikon na Worten do Gaiashopping. Duas semanas depois deixei-a cair e a lente partiu-se. Levei-a à loja que a mandou para a respectiva assistência técnica. Hoje fui lá e deram-me uma máquina nova. Vale a pena comprar Nikon e, o serviço pós-venda na Worten é bem melhor que, por exemplo, na Rádio Popular, onde deixei de ser cliente há cerca de três anos.
Só um conselho à administração da loja: as miúdas giras e simpáticas que trabalham na loja mereciam um uniforme mais giro que aquelas camisas vermelhas de bombeiro voluntário. Vejam, por exemplo, a Multiopticas. Aquilo sim, são uniformes.

2] Já com a máquina na mão dei uma volta pela FNAC e pela própria Worten. Na FNAC não comprei nada, mas na Worten comprei o Cru, do Seu Jorge, por €4,89. O sistema anti-roubo apitou quando ia a sair. Era a máquina fotográfica. Não percebi porquê não apitou quando entrei. Só quando ia a sair. Lá estive a mostrar a papelada ao segurança, para lhe provar que não tinha roubado nada, perante o olhar dos caramelos curiosos que iam passando e abrandando o passo. Acho que o pessoal gosta mesmo de ver este tipo de merdas, por qualquer motivo que me ultrapassa. De qualquer maneira, e como quem não quer a coisa, se a loira de camisa branca com um bordado cor de laranja que parou para ver a cena ler isto, mande-me um email. Para a próxima que eu for ao Porto podemos jantar.

3] Comi uma sopa da pedra e bebi uma cerveja na praça da alimentação. A mesma loira, do bordado cor de laranja, estava a comer uma sandes e a beber um Ice tea quase ao pé da Pizza Hut, com uma amiga de cabelo curto preto que tinha uma camisola azul de alsas. Pronto... é só isso.

4] À saída do Gaiashopping uma mulher pediu-me ajuda porque estava sem bateria no carro. Eu, e mais dois gajos porreiraços, empurrámos um Golf numa subida ligeira enquanto ela tentava ligar o motor, o que conseguiu dois litros de suor depois. Depois arrancou em alta velocidade e nem agradeceu. Um dos gajos que me ajudou largou logo: "a puta nem agradeceu, caralho". Eu ri-me mas dei-lhe razão. Só não tenho a certeza da profissão dela.

9 comentários:

Cristina disse...

Gostava imenso de vir aqui com tempo e ler tudo o que tenho perdido esta semana... mas fico-me pela intenção. Passei para desejar um bom domingo! ;)

Beijinho e boas fotos :)

Fábula disse...

é por momentos como este que te atribuí aquele certificado... =)

bagaco amarelo disse...

tá na boa cristina. :)

fábula, lol, a sério?! :)

Anónimo disse...

Aqui vai a banda sonora do título do post, cantada por Paulo de Carvalho: http://pwp.netcabo.pt/0449732802/audio/espaco.wma

e o genérico dessa grande série;)

http://www.misteriojuvenil.net/video/espaco2.wmv

Cmpts,
Manel

bagaco amarelo disse...

Manel, era isto mesmo. Obrigado e grande abraço. :)

100 Sentidos disse...

Qual é o mesmo o e-mail para onde devo confirmar que sou a loira de camisa branca com um bordado cor de laranja que parou para ver a cena???

bagaco amarelo disse...

100 sentidos, é para o meu, que é fácil de descobrir. se trouxeres a tua amiga de camisola azul, eu tenho um amigo... também divorciado. :)

Fatyly disse...

1) tu e os uniformes dão-me vontade de rir à gargalhada.
2) embrenhado nos uniformes nem viste se tinham feito a descodificação do alarme. Como se faz? para a próxima verás a maquineta:) De facto o pessoal gosta de ver as barbas do vizinho a arder e no que concerne à loira, já vi que não te incomodou hum hum
3) hum hum ficaste zarolho...é só isso:)
4) caramba com dois cabos em 10 minutos resolvias a questão e evitavas tanto suor. Pois a profissão...ou então o maridão à espera do carro loll

de facto lá em cima existe um ninho de cucos:):)

bagaco amarelo disse...

fatyly, as loiras nunca são um pormenor... as morenas tb não.:)