4.24.2015

o Síndrome do Frasco

As mulheres deviam ser proibidas de pedir a um homem que lhes abra um frasco de azeitonas. Ao contrário do que parece, nunca é um pedido inocente. Pelo contrário, é tortura psicológica e humilhação gratuita.
Há três coisas que elas sabem quando fazem tal pedido: que ele não vai recusar, que ele não vai conseguir e, finalmente, que ele se vai sentir envergonhado. É por isso que o fazem. Por isso, e porque assim o reduzem a um mero instrumento doméstico: "Olha, preciso de abrir este frasco e lembrei-me de ti". Acontece-lhes o mesmo com o secador de cabelo, do qual só se lembram depois do banho.
O grande problema de um homem que não consegue abrir um frasco de azeitonas passa, naquele exacto momento, a ser o mesmo de um secador de cabelo avariado. Não serve para nada. No desespero, a humilhação aumenta quando ele se se põe a secar as mãos num pano de cozinha enquanto vai dizendo que as tem húmidas. Ao mesmo tempo, entre risos fininhos, elas vão assumindo uma condescendência cruel, do género "deixa lá, eu vou pedir ao vizinho!"
Homens de todo o mundo, quero dizer com orgulho que ontem recusei o pedido duma mulher para abrir um frasco de azeitonas. Não foi fácil, mas alguém tinha que ser o primeiro. A partir de agora também o podem fazer sem terem que ouvir que os outros nunca se recusam a tal coisa. Libertei-vos para sempre do Síndrome do Frasco.

21 comentários:

EJSantos disse...

LOL, não acredito no que li! Foste derrotado por um frasco?
Deixa-te de tontices, nada é mais fácil do que abrir um frasco!

LOL 1000X

Lullaby disse...

umas pancadinhas na tampa com o cabo de uma faca eliminam o vácuo - e libertaram-me a mim de ter de pedir ajuda. para sempreeee :p

vik disse...

Como eu abro o dito frasco. Nao arrisco. Pego numa faca afiada, com um golpe seco faco um furo na tampa, o vacuo desaparece... Pediram-me para tirar a tampa, nao para a manter intacta.

Cisne disse...

Hahahah! Parabéns! Mas olha que nós não fazemos isso para vos envergonhar. Pedimos porque não conseguimos... Vocês ficarem envergonhados é com vocês ;)

Inês disse...

Ri-me tanto!!
Partilhei no meu fb de tão bom que está (:

josé sacramento disse...

Com o cabo de uma faca dás umas pancadinhas na tampa do frasco (no sentido da abertura)e pronto quando rodares a tampa abre logo.
De mulheres percebo eu,não me apanham com essa do frasco!
Abraço

Anónimo disse...

Tão bom!

Bagaço Amarelo disse...

ejsantos, já fui derrotados por coisas mais insignificantes. :)

lullaby, :)

vik, isso dá outro texto, :)

cisne, eu estou sempre com a teoria da conspiração. :)

inês, obrigado. :)

josé sacramento, abraço, :)

anónimo, :)

Fatyly disse...

Fizeste-me rir à gargalhada...e é tão fácil abrir um frasco e as dicas já foram ditas por alguns comentadores.

Muito Bom

Beijocas

Dexter disse...

Então e quando um gajo consegue abrir o frasco e se fica a sentir o rei da cocada?

É a basicidade masculina no seu melhor. Na cabeça do macho, assim que abre o frasco, já está mais que pronto para lhe saltar para cima.

Bagaço Amarelo disse...

fatyly, obrigado. :)

dexter, lol. :)

Patricia Paiva disse...

Amei.
Vou partilhar no g+ (posso)?

Patricia Paiva disse...

Ora bolas, não dá :(

Bagaço Amarelo disse...

Patrícia Paiva, claro que podias. até agradeço. :)

Patricia Paiva disse...

Deve estar a dar-me uma crise de aselhice.
Eu queria partilhar directo, para aparecer o teu blog e etc, mas não estou a ver essa opção...

Bagaço Amarelo disse...

patrícia paiva, se calhar o aselha sou eu... deixa-me estudar isso. :)

Patricia Paiva disse...

Obrigado. Senão faço um copy/paste e pronto, assunto resolvido :-)

Bagaço Amarelo disse...

Patrícia Paiva, pois. é o que um tipo antiquado, como eu, costuma fazer. Ainda não descobri onde é que posso disponibilizar isso... :)

Maria disse...

Uma simples luva de latex evita esses momentos. Não há desculpas para ninguém!

Patricia M. Silva disse...

Deixa lá, já publiquei com o teu link e apareceu lindinho e maravilhoso :-)

Bagaço Amarelo disse...

maria, e eu ando sempre com uma na carteira. :)

patrícia m. silva, obrigado. :)