1.02.2013

a romã

Há duas maneiras de comer uma romã. A primeira é ir ingerindo as sementes à medida que, com algum esforço, se vai removendo a casca e a amarga película que cresce entre elas. A segunda é, com muita paciência, remover primeiro todas as sementes para uma taça e depois comê-las à colherada, já sem qualquer tipo de obstáculo.
Pode não parecer importante, porque não é, mas a forma como se come uma romã pode definir a compatibilidade, ou a falta dela, entre duas pessoas. Eu como-a sempre da segunda maneira, optando por fazer primeiro todo o trabalho árduo de separar as sementes para depois aproveitar o seu sabor sem mais preocupações.
Nunca consegui manter uma relação duradoura com mulheres que a comem com o primeiro método, roendo-a com se fosse uma presa aos pés dum predador carnívoro. A romã desfaz-se e sangra, derrotada perante a ansiedade de quem a come. No fim satisfez-se a fome e a necessidade nutritiva do corpo, mas não com o prazer que o sabor daquela espécie de fruto permite.
Ao comer uma romã, sinto-me sempre no estado do guerreiro que descansa depois da batalha. Já lutei com ela, por isso mereço um momento de paz enquanto a saboreio. Normalmente ouço música ou, embora raramente, começo a ver um filme.
A romã é assim, um bom teste de compatibilidade entre duas pessoas que pretendem Amar-se. Não apenas pelas suas conclusões mais precipitadas, mas porque quando se descobre que se namora há vários anos com uma mulher que não come a romã como nós, é porque esse teste foi superado da melhor forma. Sem cedências, digo.
O índice ivariano regressa ao vinte.


27 comentários:

Andorinha disse...

E quem come das duas formas consoante o humor?

Bagaço Amarelo disse...

andorinha, isso é múltipla personalidade, lol. :)

Andorinha disse...

Não é nada! :)) Foi uma evolução. Quando era miúda comia aos bocados porque me divertia separar em pedacinhos pequenos e ir comendo, como quem come tremoços, ou caracóis. Já aqui na Holanda (bem avançados os 30) decidi um dia por tudo numa tigela e comer com iogurte. Bem bom! Mas o giro foi que fiquei com os dentes cheiinhos de grainhas e um sabor meio amargo. Por isso, como das duas formas. E vens tu dizer-me que tenho múltipla personalidade! :D

CurlyGirl disse...

Muito bem observado. =)
Como sempre.

Um bom ano, Bagaço!

Bagaço Amarelo disse...

andorinha, a múltipla personalidade nunca fez mal a ninguém. eu, por exemplo, vou experimentar isso do iogurte. :)

curlygirl, obrigado. bom ano para ti. :)

M.R disse...

Então aqui vai um truque rapido para comer romãs. 1 partes uma romã a meio. 2 - vais buscar uma colher de pau e uma tigela. 3 seguras a romã em direção à tigela e bates com a colher de pau na parte de trás da romã. Vais ver que começa a sair as sementes para a tigela. 4 pegas na colher e comes ;)

Dinha'' disse...

Bem, eu tenho temido mudar, Porque eu construí minha vida ao seu redor, Mas o tempo traz coragem; crianças envelhecem, Estou envelhecendo também.(sinopse do meu blog)
Acessa o meu blog?
"Crianças Envelhecem"

http://criancasenvelhecem.blogspot.com.br/

Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
Atenciosamente Dinha.

lostinthoughts disse...

Engraçado, ainda hoje, a falar com uns colegas de trabalho, afirmei que adorava romãs, e que não me importava de ter o trabalho de as descascar para depois ter o prazer de as comer às colheradas, e aproveitar o prazer de trincar as bagas.
Isto tudo porque comi uma na passagem de ano. Tudo começou com 12 bagas, mas depois não resisti e comi tudo!

Fatyly disse...

Tens razão e fazes comparações geniais. Gostei imenso.

Já agora uma dica que aprendi ainda em Angola para não teres essa trabalheira a arranjar a romã e que me foi muito útil porque tive duas devoradoras(as filhas) e agora tenho 4 netos que adoram:

Cortas a romã ao meio como se de uma laranja se tratasse. Viras sobre uma taça ou prato (eu uso de plástico) com os bagos para dentro e bates com um martelo de madeira, eu faço com uma colher de pau...e se ficarem um ou dois presos na casca é muito. Ah e também sem as películas brancas.

fiz uma pesquisa e vê a explicação por fotos:)
http://receitinhasdabelinhagulosa.blogspot.pt/2012/10/com-descascar-uma-roma-sem-sujar-as.html

Mas não apliques este método ao amor loll

Olga disse...

Começou bem o 2013 :)

redonda disse...

Portanto, poder-se-á comer a romã de formas diferentes :)

(só comi uma romã pela 1ª vez há 2 ou 3 anos e foi num restaurante já preparada da 2ª forma, depois só repeti mais uma vez, nesse mesmo restaurante, por isso não sei o que faria se de repente me encontrasse esfomeada numa ilha deserta com uma romã...).

Eli disse...

Já estou a perceber por que é que não há compatibilidades comigo: não como romã, simplesmente. :))

Anónimo disse...

Hmm, eu gosto mais de sexo do que de romãs. Isso conta?

EJSantos
(Ena Pá! Hoje estou um pouco ordinareco...)

Bagaço Amarelo disse...

MR, isso é mesmo muito bom, se funcionar. vai facilitar-me a vida... :)

dinha, vou lá, sim. obrigado. :)

lostinthoughts, duma boa romã não é possível comer apenas um pouco... :)

fatyly, obrigado. tenho mesmo que experimentar isso. Vai-me facilitar a vida. :)

olga, se considerares mesmo o início, tipo o primeiro segundo, estava com os copos. :)

redonda, eu adoro romãs, pelo que nem concebo uma vida assim, sem romãs. :)

eli, poderá haver com quem também não come, por exemplo. :)

ejsantos, só não percebi onde é que está a ordinarice. :)

Eli disse...

Bem pensado :D

Estava tão "tapadinha" que nem tinha visto isso assim.

Obrigada pelos teus pontos de vista.

...às vezes basta isso mesmo, mas só às vezes: um outro ponto de vista, que eu ainda não tinha encontrado, só para que eu possa (voltar a)acreditar! :)

Ana disse...

é uma boa comparação:) eu corto-as ao meio e descasco dentro de uma bacia com água, é fácil e separa-se tudo muto bem...
beijos

Anónimo disse...

Eu sou bipolar: tanto como as romãs às dentadas, com peliculas amargas e tudo, como me dou ao trabalho de as "desmontar" bago a bago e depois saboreá-la lentamente. Depende dos humores.
No sexo é igual, às vezes sinto-me selvagem, é mesmo à "bruta", outras vezes apetece mesmo é camara lenta como na TV.
... E Adorooooooooo ser assim ;)

Bagaço Amarelo disse...

eli, no fim de tudo o que interessa é só mesmo que se acredite. :)

ana, e eu, que sou fã de romãs, não tinha nenhuma técnica para as comer. :)

anónimo, e fazes bem... somos todos um pouco assim. :)

Justiceiro disse...

Dão muito trabalho para o prazer que proporcionam, por isso só como se já estiverem arranjadas.

Bagaço Amarelo disse...

justiceiro, o PS teve uma mandatária para a juventude que era assim. :)

HydraFlama disse...

Bagaço! Vai-te "Lixar" tu e as romãs!
Não gosto de romãs!

Anónimo disse...

Ufa! Estava a ver que o Índice não subia! Fiquei contente. Helena

Bagaço Amarelo disse...

hydraflama, hás-de experimentar com calma e tranquilidade. :)

helena, e eu... nem imaginas. :)

.Carmen disse...

Na verdade, existe ainda uma terceira forma de comer romã. Eu demoro uns dois minutos a tirar todos os bagos e desde que o faço desta forma até me sinto uma mulher mais feliz. Sinto-me mais chique e tudo! Para impressionar o meu homem (que adora a dita da romã) ainda melhor. Cá vai: corta-se a romã ao meio; com uma colher de pau bate-se freneticamente na parte de trás de cada uma das metades enquanto os bagos caem para um recipiente; depois é só retirar alguns bocadinhos da pelicula amarga que poderão cair. Com a prática a coisa vai correndo cada vez melhor. Depois é... tigelas de barro com bagos de romã até transbordar... e vá de comer, comer muitas!

Bagaço Amarelo disse...

carmen, um homem está sempre a aprender... :)

kendimen c disse...

Também descobri recentemente o método da colher e tenho portanto comido muito mais romãs que antes :)
Também tinha lido que se deve usar colher de pau, mas eu utilizo a que estiver à mão!! E claro, cuidado com as pancadas nos dedos!!! :P
Isto para mim foi uma revelação tão importante que ainda ando a partilhar com os meus amigos ;)

Bagaço Amarelo disse...

kendimen, já experimentei... a minha vida também mudou. :)