9.19.2015

conversa 2159

(na minha casa)

Ela - Acho que fiz aqui uma asneira. Desculpa...
Eu - Que asneira?
Ela - Estraguei-te este interruptor do exaustor...
Eu - Não foste tu. Já estava... isso foi uma amiga minha num jantar há muito tempo...
Ela - São umas brutas, as tuas amigas.
Eu - Se tivesses sido tu, não te chamavas bruta, pois não?
Ela - No fundo sempre soube que não tinha sido eu...

3 comentários:

Inês disse...

É fácil pedir desculpa por algo que sabemos não ter culpa. Não custa e fica bem.

Bagaço Amarelo disse...

Inês, :)

Bagaço Amarelo disse...

Inês, :)