2.24.2014

coisas que fascinam (165)

É claro que me apaixono constantemente por mulheres que não conheço de lado nenhum. Por uma cantora, uma locutora de rádio, uma jornalista ou uma mulher que está sentada no mesmo bar que eu. As mulheres que eu não conheço de lado têm essa característica deliciosa que é precisamente eu não as conhecer de lado nenhum. Podem ser tudo aquilo que eu quiser imaginar, para além do pouco que eu já sei que são.
Se não acontece com todos, ter um grande Amor pelo desconhecido, então devia acontecer. O desconhecido tem uma enorme paciência para aturar os nossos maiores defeitos e todas as nossas exigências. É um Amor incondicional.
As mulheres que nunca conheci fazem parte dos grandes Amores da minha vida e, como sou um homem que gosta de prolongar o Amor por muito tempo, opto por continuar assim, sem as conhecer de lado nenhum.

9 comentários:

Fatyly disse...

Ora nem mais...subscrevo inteiramente porque chamo a isso "sonhar acordado" dando asas à imaginação e assim com pequenos passos e de alma cheia...irmos mais além. Estou certa? Acho que sim...portanto vou continuar a ser quem sou:)

Bagaço Amarelo disse...

fatyly, certíssima. :)

MARIA REIS disse...

O misterioso e o desconhecido é aliciante.

Bagaço Amarelo disse...

maria reis, exactamente. :)

Nada disse...

Todos o fazemos...e depois de vez em quando apercebemo-nos que conhecemos essa pessoa no bar e lá se vai a fantasia de paz

Bagaço Amarelo disse...

nada, alguns fazem-no sem admitir, então. :)

Olga disse...

A imaginação leva-nos por caminhos inimagináveis e é tão bom deixar-mo-nos levar por ela! :)

Anónimo disse...

a vantagem é que assim também nunca se sofre por amor, ou se chegarmos a sofrer a culpa é mesmo toda nossa e aí resta-nos escolhermos outro desconhecido para amar.
:)
Percebo perfeitamente o que escreveu, eu depois de muita bofetada aprendi a amar assim como escreve.
:)

Bagaço Amarelo disse...

anónimo, :)