5.08.2013

pensamentos catatónicos (295)

rosé

Os portugueses em geral detestam o vinho rosé. Inventaram-no, mas não o bebem, e dizem-no com orgulho. Tive uma namorada que me olhava de lado sempre que eu me servia um copo de rosé.

- Isso não é vinho! - tugia ela.

Eu gosto de rosé. Na verdade, posso dizer que adoro rosé. O rosé é o melhor de dois mundos: o mundo do tinto e o mundo do branco. Aliás, sempre que eu abria uma garrafa de rosé, ela abria uma de tinto ou de branco. Os dois bebíamos como se, naquele preciso momento, houvesse uma enorme cratera a separar-nos. Eu, sempre com a sensação que tinha mais mundo do que ela.
Namorámos, sei lá... talvez uns três meses. Quando ela se foi embora apertou-me a mão. Deu-me um passou bem, por assim dizer, e segredou-me que devia ter adivinhado que não podia ter uma relação com um homem que bebia rosé.
Perguntei-lhe se não me dava um abraço de despedida. Que não, respondeu ela. Os abraços dão-se quando existe Amor. Fiquei fodido. Vi-a fechar a portar de casa e, pela janela, afastar-se lentamente até se diluir no horizonte.
Os abraços dão-se quando são precisos, pensei. Eu precisava dum abraço. É esta mania das purezas que me revolta. Abraços puros, Amores puros e vinhos puros. Eu queria um abraço, mesmo que não tivesse a pureza do Amor. Precisava dele. O rosé, por exemplo, não é puro. Mas sabe bem...

22 comentários:

S.o.l. disse...

:)

Um abraço!

S.o.l. disse...

:)

Um abraço.

Pérola disse...

Tens de te render aos preciosismos das mulheres.

Por acaso gosto de rosé...e verde.

beijo

Estudante disse...

Sabes que eu também acho que um abraço pode ser mais íntimo do que um beijo... não sei porquê mas sempre tive esta ideia :P às vezes, custa-me mais dar um abaraço do que os tradicionais "dois beijinhos"...

Bagaço Amarelo disse...

s.o.l., um abraço apertado. :)

pérola, verde também... com sardinha assada. beijo. :)

estudante, pode mesmo. normalmente é... :)

Lullaby disse...

''não se ama alguém que não... bebe o mesmo vinho''?
agora é q m tramaste :)

Teya disse...

Eu também sou pelo rosé e pelo abraço sem nada em troca.

Anónimo disse...

Pois, eu nem abraços nem beijinhos, detesto que me toquem, que me agarrem, que me apertem!
Sinto que me invadem a esfera pessoal e não gosto nada disso!

E quando às vezes aparecem lá ao fundo, já de braços abertos, e me dão um abraço que até fico sem ar? Ai jasus, virgem santissima!!!
Mas pronto, lá o aguento, caladita, de sorriso amarelo...

Sister V. disse...

O Rosé é bom para os dias quentes :)

Salsa disse...

Gosto muito de alguns vinhos roses. Gostei bastante deste texto vou roubar com a devida referência ao seu autor. Alguém que me esta sempre a pedir abraços também gostara de ler este texto.

Bagaço Amarelo disse...

lullaby, imagina os que só bebem coca-cola. :)

anónima, conheço pessoas assim. :)

sister V, é sim... eu começo a bebê-lo nesta altura do ano. :)

salsa, obrigado. :)

Bagaço Amarelo disse...

teya, é isso mesmo. :)

mary disse...

acabei de beber um mateus rosé ao jantar, não abdico por nada, gosto muito. já de abraços não faço questão, também não gosto dessa "invasão" e nunca senti que precisasse de um abraço... mas envio um virtual para ti :)

caracois indomaveis disse...

Isso tudo para dizer que com rosé é sempre abrir fininho. ;0)

Anónimo disse...

Já me aconteceu algo parecido, mas não foi propriamente um abraço de despedida que pedi...também fiquei fodido, estava apaixonado.

Bagaço Amarelo disse...

mary, obrigado. :)

caracois indomaveis, lol :)

anónimo, é sempre fodido. :)

Morango Azul disse...

Pá bebê um lambrusco rosé que esqueces isso.;)

Bagaço Amarelo disse...

morango azul, :)

Eli disse...

Aqui, encontrei um lado pragmático da "coisa"! Ahahahahah

Há coisas tão impuras e tão boas... e eu que nem gosto de vinho?! "Todos" torcem o nariz quando me vêem beber outra coisa... Mas que raio, isso interfere assim tanto?!

LOL :P

Bagaço Amarelo disse...

eli, o rosé é lírico... não é pragmático. lol. :)

memyselfandi disse...

eu gosto de rosé!

Bagaço Amarelo disse...

memyselfandi, boa. :)