12.28.2015

pensamentos catatónicos (341)

Acho que já me aconteceu ser Amado por mulheres que nunca Amaram ninguém. Nem sequer a mim, claro. Mulheres que, não Amando ninguém, Amam histórias de Amor. As melhores histórias são sempre aquelas que nos parecem impossíveis de viver. É por isso que as mulheres que não sabem Amar me Amam de vez em quando. Sei contar histórias.
A tragédia das histórias de Amor é que, mais tarde ou mais cedo, acabam por abandonar a sua condição ficcional e passam a ser realidade, e as histórias de Amor verdadeiras dão-se muito mal com a realidade.
A realidade, apesar de tudo, não existe. Existem, isso sim, várias realidades porque cada um de nós tem uma. A minha realidade é que me apaixono mais facilmente por mulheres que gostam de histórias de Amor, ou melhor, por mulheres que não Amam ninguém.

5 comentários:

marta disse...

Sou uma mulher que gosta de histórias de amor. Sou uma mulher que já se apaixonou muitas vezes e que amou, não tantas, mas também algumas vezes... quererá isso dizer que não Amo ninguém?! (só se considera amor se não acabar? Os que amei e que não estão comigo, a não ser na memória, já não são amor? Ou essas mulheres de que falas são mulheres que amam a ideia que elas próprias tem dos outros, idealizados e nunca os outros em si? Dessas conheço algumas, conheço também alguns homens.)

Bagaço Amarelo disse...

marta, não quer dizer isso. claro que não. ainda bem que somos livres de escrever o que nos apetece sem termos que ser professores. :)

marta disse...

A minha pergunta não era provocatória, embora talvez pareça. É mesmo uma duvida (que não requer de nenhuma explicação em particular). Escrevi o comentário (e já me arrependi) apenas porque acho que há quem me considere uma dessas mulheres e apesar de eu considerar que não, é aquela coisa, qd o mundo todo vai em sentido contrario, provavelmente não é o mundo que vai em contra-mão...

Felizmente que cada um é livre de escrever o que lhe apetece sem necessitar de ser professor, concordo, e ainda bem que é assim, porque eu adoro ler!

Janita disse...

Como o Amor é complicado! Minha nossa!!
Amar pessoas que gostam de histórias de Amor, porque estas não amam ninguém?...Parece-me bem!
De facto, as histórias de amor verdadeiras não são muito compatíveis com algumas realidades. Amores impossíveis e disparatados, é o que está a dar...:)

Bagaço Amarelo disse...

marta, não entendi como uma provocação. aliás, muito sinceramente, parece-me um comentário legítimo independentemente de tudo. Só quero que haja a noção que eu não estou aqui para ensinar ninguém, nem para dar lições. Tudo o que escrevo é pessoal e probabilístico. Nesse sentido, tudo o que leio é bem vindo. O teu comentário também... :)

Janita, disparatado não seria bem um adjectivo que eu usasse. :)