6.15.2008

o calhambeque, bi-bi

Nunca tinha falado com ela mas, como há uns dias trocámos uns emails de âmbito profissional, hoje lá decidimos tomar um café. É tão estúpido nunca falarmos um com outro sabendo perfeitamente quem somos, disse ela. Tinha razão. Encontrámo-nos no ponto de encontro dum shopping em Aveiro mas eu insisti para irmos tomar café à praia. Gosto da praia quando chove. Que não tinha carro, desculpou-se ela. Que eu tinha, respondi. E lá fomos.
A primeira cara esquisita que fez foi quando eu lhe pedi para esperar um bocadinho porque tinha que arranjar espaço para ela se sentar e, depois de tirar do banco da frente uma toalha de praia cheia de areia, umas sapatilhas com buracos na sola, um frasco de protector, três copos de plástico de café de máquina e duas latas de cerveja sem álcool, ela lá se sentou. A segunda cara esquisita que fez foi quando eu lhe disse que, lamentavelmente, não podia chegar o banco atrás porque está estragado e eu tive que o prender para não abanar. A terceira cara esquisita que fez foi quando reparou que o ponteiro do velocímetro não se mexia, me perguntou se isso não era perigoso, e eu respondi com um murro no tablier que o pôs a funcionar.
Com a minha sorte habitual, no café que escolhemos dos muitos que há nas praias de Aveiro, estava um amigo dela que já não via há muito tempo. Na hora de regressar ela perguntou-lhe se ele lhe dava boleia e ficou por lá. Eu regressei sozinho no meu calhambeque. Resumindo e concluindo, esta música do Roberto Carlos é uma ganda tanga.

21 comentários:

LopesZ disse...

Agora é q é "boa noite"

;p

e quanto ao canlhambeque:

AHAHAHAH

(esta tua aventura fez-me lembrar eu no tempo de estudante q saia com um amigo e iamos de transportes passear, enquanto outras "amigas" o evitavam a dizer q ele era um chato... mas assim q ele comprou carro... elas já iam passear com ele... e quem começou a deixar de ter companhia fui eu... ayté pq depois já tinhamos começado uma relação mais intima depois de tanta amizade... mas q não era facil lidar com tantas amigas q ele passou a ter, principalmente aqueles q o achavam chato e de quem ele tb dizia q elas não prestavam... mas depois parece q passaram fatelas a fantasticas =/... é assim... o carro é um prolongamento da tal produção e não só um meio de transporte e serve pra nos satisfazer mas tb pra os outros nos classificarem)

LopesZ disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
LopesZ disse...

hum... lembrei-me agora de ter lido algures na semana passada por causa da crise... q em Portugal a diferenciação de classes sociais não era só medida pelo poder de compra... q ao contrario de outros paises, aqui mm q alguem até tivesse dinheiro, era dificil subir na escalada social pq o q contava era a maneira de falar e de vestir e as atitudes e blá blá e q ao contrario de outros paises onde bastava ganhar mais pra se subir de classe social eheheh

ahh já lembro onde li, foi num jornal, publicação em papel...

bagaco amarelo disse...

lopesz, lol... que história bonita. muito melhor que a minha. mas na minha não acho tenha sido uma questão de estatuto social... foi mesmo: "este gajo é maluco". :)

LopesZ disse...

IHIHIH

pois, eu diria maluco ou irresponsavel e descuidado

;p

ahahah

e eu acho q a minha vida dava mesmo mesmo 1 filme... historias destas tenho muitas, acho q não tenho habilidade pr'as contar

;)

se eu conseguisse contar as minhas historias... acho q vendia LOL

bagaco amarelo disse...

lopesz, podes sempre usar o teu blogue... ;)

LopesZ disse...

pois, pensei nisso... mas pra isso acho q tinha q o fazer de forma mais incognita... eu sei q acabo por dizer muita coisa e por me expor demais, e isso sempre me dividiu...

entre as muitas historias e o ser tagarela e dizer quase tudo ou mesmo tudo, mas não queria dizer tudo quando sou facil de identificar e me identifiquei até por muitos amigos e conhecidos

;p

bagaco amarelo disse...

lopesz, faz um blogue anónimo... :)

LopesZ disse...

pois podia ehehe mas nunca pensei q fosse capaz de andar a escrever certas coisas... e principalmente não sei se estou "preparada" pr'os comentarios LOL

quem sabe... um dia...?!?!

;p

bagaco amarelo disse...

lopesz, os comentários... podes tirá-los ou moderá-los e olha... se visses alguns dos que eu não aprovo, rias-te tanto que ficavas cheia de vontade. :)

joana disse...

hahaha...Eu tb fazia uma cara feia depois de ver o q tiraste de cima do banco para me poder sentar...

LopesZ disse...

AHAHAHA

(e eu q achava q tu só não aprovavas alguns por serem anonimos... )

;p

eu sei disso tudo, achei mm q não ia ser capaz de me expor tanto eheheh mas desde q leio o teu blog, e como já aqui disse noutro comentario a outro post... ehehe... isto tem leitores assiduos das tuas novelas...

resumindo: tudo o q me disseste eu já pensei em fazer mas não fiz ainda lol

;)

bagaco amarelo disse...

joana, mas eu disse cara esquisita... feia ela não consegue ser. lol lol lol :)

CCF disse...

O meu carro é mais ou menos assim, só não era capaz de dar um murro para pôr qualquer coisa a funcionar lá dentro :) O pior é que se alguém faz cara esquisita eu nem devo reparar, mas pronto...tu estavas atento à moça.
~CC~

bagaco amarelo disse...

ccf, lol... o meu murro é um qualitativo e não quantitativo... e sim, estava atento à moça, lol :)

Pax disse...

Isso do murro funciona?!
É que o meu anda igual.
:)

bagaco amarelo disse...

pax, lol.... não creio que funcione sempre. :)

Pax disse...

Deve ser como tudo: um dia habituam-se aos murros e já deixam de funcionar :)

bagaco amarelo disse...

pax, lol lol lol lol lol... :)

Anónimo disse...

Ora, o cara não sabe ganhar a mulher na conversa como se diz aqui no Brasil, e busca desculpas idiotas.

bagaco amarelo disse...

anónimo, lol... a ver se é verdade. :)