9.30.2014

pensamentos catatónicos (315)

É verdade que todos nós precisamos, de vez em quando, de desabafar. É mais verdade ainda que pode ser mais fácil desabafar com um desconhecido do que com um amigo. 
Os amigos são aqueles que estão regularmente connosco e que, por isso, guardam o nosso desabafo para sempre. Se eu disser a um amigo que a minha vida está uma merda, não há forma de voltar atrás. Sempre que ele estiver comigo vai ter essa informação em conta, mesmo que a mim não me apeteça que tenha. 
Pelo contrário, se eu o disser a um desconhecido qualquer, nunca mais vou ter que enfrentar alguém que sabe que a minha vida estava uma merda num determinado momento. Desabafar com um desconhecido é como vomitar para um saco e lançá-lo para dentro de um comboio em andamento. Os desconhecidos são, assim, para as ocasiões.
Estava a pensar nisto quando me apercebi que alguns dos meus melhores amigos eram desconhecidos quando tive um qualquer desabafo com eles. O comboio afastou-se, mas depois voltou. A amizade entre duas pessoas tem que ser capaz de levar com alguns sacos de vómito. Na verdade, o Amor também.

12 comentários:

Rosa Alice disse...

Nunca a combinação "amigos", "desconhecidos", "sacos de vómito" e "amor" fez tanto sentido.

Bagaço Amarelo disse...

Rosa Alice, talvez não tenha havido assim tantas combinações destas. :)

Anónimo disse...

Bem vindo a bordo... estava com saudade :-)

redonda disse...

Finalmente o regresso. Já tinha passado por aqui várias vezes à espera de um novo texto. E gostei deste. Faz sentido que seja assim.

tianika disse...

Pois é, os comboios vão e voltam. Todas as relações começam sempre com estranhos e nalguns casos os estranhos entranham-se. :)

Bagaço Amarelo disse...

anónimo, obrigado. :)

redonda, obrigado. já tive dias melhores. :)

tianika, :)

Anónimo disse...

Rosa Alice disse "Nunca a combinação "amigos", "desconhecidos", "sacos de vómito" e "amor" fez tanto sentido."
Concordo com ela.
Estranhamente, nunca pensei ver num mesmo texto estas palavras, e ainda por cima a fazer sentido.
O dia começa bem! :-)
EJSantos

Bagaço Amarelo disse...

ejsantos, obrigado. :)

Cláudia Leister disse...

Que delícia de texto!

Bagaço Amarelo disse...

cláudia leister, obrigado. :)

Liu Paim disse...

as relações que mais duram são aquelas mais fuçadas e imperfeitas. com vômitos sim, talvez mais do que poesias.

Bagaço Amarelo disse...

liu paim, chamam-se relações com nervo.:)